Movimento Paraolímpicos Rio 2016

30 de setembro de 2011 · 4 comentários


Eu sei que muitos amigos meus brasileiros são cépticos em relação aos grandes eventos que se aproximam  para o Rio de Janeiro, sobretudo os Jogos Olímpicos e os Paraolímpicos. Mas eu sou optimista em relação a esta enorme oportunidade para a cidade maravilhosa. Por isso acompanho de perto o site «Rio 2016», além de receber as suas newsletters para estar a par das grandes ocorrências. Até abri uma etiqueta com esse nome - Rio 2016.

Imagens de mais de dez países já celebram o Movimento Paraolímpico.

«O concurso cultural Meu Clique Paraolímpico já recebeu mais de 140 fotos, vindas de dez países, nas primeiras duas semanas. Cada imagem conta uma história, mostra um sentimento e retrata um ângulo especial de atletas, competições e cerimônias no pódio. Cada uma delas revela um aspecto do Movimento Paraolímpico.

Participe desta divertida iniciativa do Comitê Organizador Rio 2016™ acessando a página do concurso! É possível inscrever fotos pela página do concurso até o dia 30 de setembro. A partir do dia 5 de outubro, as 20 melhores fotos ficarão disponíveis para a votação do público. O resultado será conhecido dia 7 de novembro, e as fotos vencedoras ficarão na página principal do site Rio 2016 por uma semana! Não perca!»



.

Roteiros de Sonho - The Pride of Africa

28 de setembro de 2011 ·


Dispõe de 8.000 euros para fazer esta viagem de sonho?

Este é apenas um pequeno apontamento do muito que pode ver,
seguindo os links que indico a seguir:


No Facebook, aqui.

Mais fotos, aqui e aqui.













.

Podemos falar de sexo, romance, afectos e emoções?

21 de setembro de 2011 · 14 comentários


Antes de mais nada: escolhi esse título para chamar a tua atenção. Porque aquilo que a seguir vais ler trata de vários temas para além daqueles do título: sexo, romance, afectos e emoções. Porque hoje tentarei comentar aqui os encontros entre Vénus e Marte. Desde Julho que eu não escrevia nenhum artigo de fundo e, por isso, sinto que estou emperrado.

Os «ciclos» têm sempre início nas conjunções [ângulo a zero grau], dos planetas, desenvolvendo-se ao longo do tempo que faz a sua órbita ao redor Sol, até à próxima conjunção, em que se inicia novo ciclo.

O ciclo «Marte-Vénus» dura 23 meses, pois Marte desloca-se aproximadamente 50' por dia, excepto quando está retrógrado, o que acontece 1 vez em cada 26 meses e dura cerca de 80 dias. Em média, Marte permanece cerca de 2 meses em cada signo, podendo prolongar esta estadia até 7 meses, quando faz a sua retrogradação. Estou a falar de Marte em trânsito fazendo aspectos à Vénus natal.

O ciclo «Vénus-Marte» tem a duração aproximada de 1 ano, pois Vénus desloca-se à volta do Sol à razão de 1º por dia, excepto quando fica retrógrado e estacionário. Faz a sua retrogradação a cada 16 meses, durando aproximadamente 40 dias. Estou a falar de Vénus em trânsito fazendo aspectos a Marte natal.

Portanto, podemos dizer que em média há 2 ciclos «Vénus-Marte» dentro de apenas 1 ciclo «Marte-Vénus». Com toda esta linguagem mais técnica, o que quero dizer é que Marte e Vénus (em ambos os ciclos) estão continuamente a se encontrarem, algumas vezes de forma doce e sedutora e outras, de forma mais áspera e agressiva ou possessiva.

Ambos os trânsitos são bastantes similares, com várias nuances, próprias de cada planeta. O trânsito de Vénus, quando directo, é bastante rápido, e os seus efeitos duram entre 3 a 6 dias. Em contrapartida, o trânsito de Marte é mais lento e pode funcionar durante 2 semanas.

Qualquer trânsito, numa conjunção, favorece novos começos. Como estamos a falar de Vénus e Marte, num período de 2 anos, parecem acontecer 3 novos começos na área dos afectos, do sexo e das emoções fortes e sentimentos amorosos. É por isso que a monogamia foi uma invenção criada pelos humanos, porque se estes fossem deixados à vontade, teriam dentro do possível, vários parceiros/as. E, muitos, fazem-no, mais ou menos às escondidas. Em termos sociais a «família» tem um valor social superior ao íntimo de cada um. Não me compete desenvolver aqui esta questão da «família». 

Modernamente, com a aceitação legal do divórcio, as pessoas já podem dar maior vazão aos seus estados mais anímicos. Por isso, é normal encontrarmos vários tipos de famílias: filhos com mães ou pais comuns a conviverem muito bem com os filhos de outras relações dos seus pais.

O ciclo «Vénus-Marte» pode trazer o desejo interno de exercer actividades dinâmicas de cariz artístico ou, então, a vontade expressa  e mais comum de concretizar uma relação romântica. É frequente, quando passam por uma oposição que se verifiquem rupturas daquilo que já está mais cansado e gasto.

Este ciclo de Vénus introduz na pessoa a vontade de expressar mais impulsivamente a manifestação dos afectos, despertando uma forte vontade sexual. É o lado mais «natural» do ser humano a funcionar. 

Acontecem repentinos «ataques de amor» ou, frequentemente, haver brigas e discussões entre pessoas que hipoteticamente se amam, ou pelo menos, que estejam a viver uma relação. Depois, frequentemente, fazem as «pazes», com toda a carga sexual que esta situação acarreta. É bom que saibam aproveitar estes calores momentâneos.

Nos tempos actuais, tudo isto é acompanhado de grandes frustrações. Então, se o casal está no início de uma relação, o mais certo é um deles não saber se «namora» com o outro. A crise é maior do lado feminino. Quer em consultas ou por email estão sempre a perguntar-me quando é que lhes vai aparecer o «tal». Com tais níveis de ansiedade, o mais certo é não «aparecer» ninguém.

Quando é Marte a fazer a conjunção a Vénus todas estas situações ficam mais crispadas, muito mais intensas.

Estes dois ciclos estão intimamente ligados à relação sexual, apesar dos assuntos sociais exigirem igual atenção. Nas grandes cidades estes assuntos são resolvidos com rapidez com os amantes a irem para motéis ou hotéis especializados em encontros amorosos, fazendo que ambos cheguem a casa, e não exijam nada de especial dos seus conjugues ou companheiros.

Se conhece bem o seu mapa, tente confirmar estes trânsitos em que dá maior atenção ao que veste, à aparência, às emoções, perfeitamente preparados/as para despertarem o interesse dos outros. Sentem-se atraentes e estão mais propícios a aventuras românticas ou escapadelas sexuais. A classe média americana que vive nos subúrbios das grandes cidades (antes da crise) tinha o bom hábito de deixarem os filhos, apenas uma noite, com pessoas de família e alugavam um quarto de hotel por apenas uma noite com direito a champanhe. Reenergizavam-se assim.

Estes trânsitos trazem a vontade da pessoa se sentir bem, sair, jantar fora, ir a discotecas, dançar... 

Quando é Marte a fazer a conjunção as coisas podem ficar mais afiadas, dependendo muito do signo em que se encontrar. Uma certa agressividade no ar, havendo a possibilidade de discórdias, se as demandadas energéticas não forem satisfeitas. A energia sexual é mais forte e existe um desejo mais premente de fazer sexo, modernamente encapotado com «fazer amor», como se isso existisse nessa área. Mesmo que não haja carinho, afectos ou romance.

Uma dica: quando Marte está lento no seu movimento, pode significar o início de uma relação amorosa que durará algum tempo, ainda que não completamente feliz. Porque, obviamente, são relacionamentos baseados na acção sexual. E esta atracção, sem amor, tende a extinguir-se.

A prática de desportos é benéfica pela forma como reequilibra as energias contidas de natureza sexual.

Imagine o que será este ciclo quando atingem a quadratura e a oposição. O desejo sexual intensifica-se, aparecendo também a agressividade, a compulsão, a impaciência. Se o casal de companheiros estiver a passar por alguma dificuldade, será nestes trânsitos que se sentirão os seus efeitos. Se no casal, as coisas estiverem normalizadas, não passará de uma pequena tempestade. Relações iniciadas numa destas quadraturas, habitualmente, não têm futuro. Cuidado com os ciúmes, pois não esqueçamos que Marte rege dois signos: Áries/Carneiro e Escorpião e Vénus também é regente de dois signos: Touro e Libra/Balança. É muita energia junta.

Querem deixar as vossas opiniões? Agradecido

Clique aqui para conhecer as característica sgerais de Vénus e Marte em cada um dos 12 signos.

.

Ilha de Moçambique - a Piscina

20 de setembro de 2011 · 6 comentários

Neste enquadramento paisagístico da contra-costa, a Piscina é o
edifício mais afastado, do lado direito da foto.
Foto de Carlos Coelho Borges.

Até aos anos 70 era assim:

 Foto de Ana Maria Guimarães Oliveira 
Foto de Carlos Coelho Borges 

Como se pode ver bem nestas duas fotos a segregação com a raça negra era uma realidade,
não escrita, não oficial, mas também não encoberta. 
Nem vale a pena fingir que era diferente.
Brancos, mestiços e indianos eram aceites. Da raça negra - não.

A seguir veio a degradação





Fotos de Pikitita Makuazinha, se não estou em erro.

Agora (2011) obras de reconstrução
Fotos de Ossemane Abdul Satar  Daudo









Só nos resta esperar pelas obras prontas para podermos apreciar
um dos sítios mais paradisíacos da ilha. 
Suposição minha: parece que vai deixar de ser uma piscina pública.

.

Nuno Moreira - Fotografia

19 de setembro de 2011 · 5 comentários


Todas as fotografias são autoria de Nuno Moreira
e é proibida a sua reprodução sem a autorização do autor.


Nuno Moreira

Nuno Moreira nasceu na cidade de Vila Nova de Gaia, Portugal. Depois dos estudos em Música no  "Conservatório de Música do Porto", deu aulas de violão em várias escolas da área do Porto (Portugal) até descobrir a sua paixão maior, a fotografia, que o fez desistir do seu caminho inicial.

Seu site - www.nunomoreira.eu

Sua página no Facebook - www.facebook.com/nunomoreiraphotography

Sua página no Twitter - twitter.com/nuno_moreira

Seu email profissional - geral@nunomoreira.eu


Fotografia Publicitária e de Moda
Design e acompanhamento Gráfico
Campanhas Publicitárias
Webdesign
Marketing Relacional
Marketing de Comunicação





Se eu fosse um grão de areia gostaria de ser levado pelo vento para os mais
reconditos lugares da tua imaginação.

Se eu fosse um anjo gostaria de entrar na tua vida como um grão de areia entra no
deserto ao ser levado pelo vento.

E se fosse simplesmente eu gostaria de ser levado ao teu encontro,
tú que me procuras e sussurras palavras de amor.

nm

Fotografias de Angola





Série: Corvo, a Casa






Moda





Produtos






A noite esta mais escura porque nao te tenho...
As folhas caem das arvores porque nao te tenho...
A chuva cai triste do céu, porque não te tenho...
O frio apaga-me as memorias, porque não te tenho...

Nao consigo desviar os olhos de ti
O que vejo nao passa de um sonho belo...
Não vejo para alem do que ja vivi
De memorias esvoaçando entre o teu cabelo

A cada momento que te vejo voando
A cada momento que te sinto beijando...
Penso que quero ir-me... e levantar
Seguindo-te pelo céu sem nunca parar...

Por entre as nuvens fui procurando
Sem nunca alcançar o teu coração.
Sem nunca o vislumbrar, esvoaçando...
A luz maior, a luz da minha criação...

Como querubim cheguei ao meu fim
Baterei as asas,enfiando o capuz...
A minha missão contigo acabou assim
Continuarei voando para outra luz...

nm


O perdão, por Nuno Moreira
[Texto fora de contexto, mas como gostei muito, escolhi divulgá-lo aqui.]

«Quando falo em perdoar refiro-me à verdadeira ausencia de ressentimos face a alguem que nos possa ter prejudicado ou ofendido de certa forma. Não ao perdão externo com que possas brindar alguem que esperaria de ti outra reação, uma reaçao de rancor, uma resposta à altura da "ofensa".

Neste último caso poderás vingar-te com esse perdão esperando que quem te ofendeu fique ainda mais fragilizado pela tua ausência de resposta, rancor ou ressentimento. Desde logo esse sentimento exclui-se e fica de fora totalmente do que acima escrevi e procurei expor.

O perdão que falo é muito íntimo,vem muito de dentro e implica que o aceites verdadeiramente mesmo ao nivel do teu subconsciente,deixando de fora qualquer hipotese de acção/reação com o "perdoado".

Assim,o teu subconsciente poderá trabalhar para ti de uma forma fluente,sem obstaculos,barreiras ou impedimentos.»




Nuno Moreira

Seu site - www.nunomoreira.eu

Sua página no Facebook - www.facebook.com/nunomoreiraphotography

Sua página no Twitter - twitter.com/nuno_moreira

Seu email profissional - geral@nunomoreira.eu

.

30 de setembro de 2011

Movimento Paraolímpicos Rio 2016


Eu sei que muitos amigos meus brasileiros são cépticos em relação aos grandes eventos que se aproximam  para o Rio de Janeiro, sobretudo os Jogos Olímpicos e os Paraolímpicos. Mas eu sou optimista em relação a esta enorme oportunidade para a cidade maravilhosa. Por isso acompanho de perto o site «Rio 2016», além de receber as suas newsletters para estar a par das grandes ocorrências. Até abri uma etiqueta com esse nome - Rio 2016.

Imagens de mais de dez países já celebram o Movimento Paraolímpico.

«O concurso cultural Meu Clique Paraolímpico já recebeu mais de 140 fotos, vindas de dez países, nas primeiras duas semanas. Cada imagem conta uma história, mostra um sentimento e retrata um ângulo especial de atletas, competições e cerimônias no pódio. Cada uma delas revela um aspecto do Movimento Paraolímpico.

Participe desta divertida iniciativa do Comitê Organizador Rio 2016™ acessando a página do concurso! É possível inscrever fotos pela página do concurso até o dia 30 de setembro. A partir do dia 5 de outubro, as 20 melhores fotos ficarão disponíveis para a votação do público. O resultado será conhecido dia 7 de novembro, e as fotos vencedoras ficarão na página principal do site Rio 2016 por uma semana! Não perca!»



.

28 de setembro de 2011

Roteiros de Sonho - The Pride of Africa


Dispõe de 8.000 euros para fazer esta viagem de sonho?

Este é apenas um pequeno apontamento do muito que pode ver,
seguindo os links que indico a seguir:


No Facebook, aqui.

Mais fotos, aqui e aqui.













.

21 de setembro de 2011

Podemos falar de sexo, romance, afectos e emoções?


Antes de mais nada: escolhi esse título para chamar a tua atenção. Porque aquilo que a seguir vais ler trata de vários temas para além daqueles do título: sexo, romance, afectos e emoções. Porque hoje tentarei comentar aqui os encontros entre Vénus e Marte. Desde Julho que eu não escrevia nenhum artigo de fundo e, por isso, sinto que estou emperrado.

Os «ciclos» têm sempre início nas conjunções [ângulo a zero grau], dos planetas, desenvolvendo-se ao longo do tempo que faz a sua órbita ao redor Sol, até à próxima conjunção, em que se inicia novo ciclo.

O ciclo «Marte-Vénus» dura 23 meses, pois Marte desloca-se aproximadamente 50' por dia, excepto quando está retrógrado, o que acontece 1 vez em cada 26 meses e dura cerca de 80 dias. Em média, Marte permanece cerca de 2 meses em cada signo, podendo prolongar esta estadia até 7 meses, quando faz a sua retrogradação. Estou a falar de Marte em trânsito fazendo aspectos à Vénus natal.

O ciclo «Vénus-Marte» tem a duração aproximada de 1 ano, pois Vénus desloca-se à volta do Sol à razão de 1º por dia, excepto quando fica retrógrado e estacionário. Faz a sua retrogradação a cada 16 meses, durando aproximadamente 40 dias. Estou a falar de Vénus em trânsito fazendo aspectos a Marte natal.

Portanto, podemos dizer que em média há 2 ciclos «Vénus-Marte» dentro de apenas 1 ciclo «Marte-Vénus». Com toda esta linguagem mais técnica, o que quero dizer é que Marte e Vénus (em ambos os ciclos) estão continuamente a se encontrarem, algumas vezes de forma doce e sedutora e outras, de forma mais áspera e agressiva ou possessiva.

Ambos os trânsitos são bastantes similares, com várias nuances, próprias de cada planeta. O trânsito de Vénus, quando directo, é bastante rápido, e os seus efeitos duram entre 3 a 6 dias. Em contrapartida, o trânsito de Marte é mais lento e pode funcionar durante 2 semanas.

Qualquer trânsito, numa conjunção, favorece novos começos. Como estamos a falar de Vénus e Marte, num período de 2 anos, parecem acontecer 3 novos começos na área dos afectos, do sexo e das emoções fortes e sentimentos amorosos. É por isso que a monogamia foi uma invenção criada pelos humanos, porque se estes fossem deixados à vontade, teriam dentro do possível, vários parceiros/as. E, muitos, fazem-no, mais ou menos às escondidas. Em termos sociais a «família» tem um valor social superior ao íntimo de cada um. Não me compete desenvolver aqui esta questão da «família». 

Modernamente, com a aceitação legal do divórcio, as pessoas já podem dar maior vazão aos seus estados mais anímicos. Por isso, é normal encontrarmos vários tipos de famílias: filhos com mães ou pais comuns a conviverem muito bem com os filhos de outras relações dos seus pais.

O ciclo «Vénus-Marte» pode trazer o desejo interno de exercer actividades dinâmicas de cariz artístico ou, então, a vontade expressa  e mais comum de concretizar uma relação romântica. É frequente, quando passam por uma oposição que se verifiquem rupturas daquilo que já está mais cansado e gasto.

Este ciclo de Vénus introduz na pessoa a vontade de expressar mais impulsivamente a manifestação dos afectos, despertando uma forte vontade sexual. É o lado mais «natural» do ser humano a funcionar. 

Acontecem repentinos «ataques de amor» ou, frequentemente, haver brigas e discussões entre pessoas que hipoteticamente se amam, ou pelo menos, que estejam a viver uma relação. Depois, frequentemente, fazem as «pazes», com toda a carga sexual que esta situação acarreta. É bom que saibam aproveitar estes calores momentâneos.

Nos tempos actuais, tudo isto é acompanhado de grandes frustrações. Então, se o casal está no início de uma relação, o mais certo é um deles não saber se «namora» com o outro. A crise é maior do lado feminino. Quer em consultas ou por email estão sempre a perguntar-me quando é que lhes vai aparecer o «tal». Com tais níveis de ansiedade, o mais certo é não «aparecer» ninguém.

Quando é Marte a fazer a conjunção a Vénus todas estas situações ficam mais crispadas, muito mais intensas.

Estes dois ciclos estão intimamente ligados à relação sexual, apesar dos assuntos sociais exigirem igual atenção. Nas grandes cidades estes assuntos são resolvidos com rapidez com os amantes a irem para motéis ou hotéis especializados em encontros amorosos, fazendo que ambos cheguem a casa, e não exijam nada de especial dos seus conjugues ou companheiros.

Se conhece bem o seu mapa, tente confirmar estes trânsitos em que dá maior atenção ao que veste, à aparência, às emoções, perfeitamente preparados/as para despertarem o interesse dos outros. Sentem-se atraentes e estão mais propícios a aventuras românticas ou escapadelas sexuais. A classe média americana que vive nos subúrbios das grandes cidades (antes da crise) tinha o bom hábito de deixarem os filhos, apenas uma noite, com pessoas de família e alugavam um quarto de hotel por apenas uma noite com direito a champanhe. Reenergizavam-se assim.

Estes trânsitos trazem a vontade da pessoa se sentir bem, sair, jantar fora, ir a discotecas, dançar... 

Quando é Marte a fazer a conjunção as coisas podem ficar mais afiadas, dependendo muito do signo em que se encontrar. Uma certa agressividade no ar, havendo a possibilidade de discórdias, se as demandadas energéticas não forem satisfeitas. A energia sexual é mais forte e existe um desejo mais premente de fazer sexo, modernamente encapotado com «fazer amor», como se isso existisse nessa área. Mesmo que não haja carinho, afectos ou romance.

Uma dica: quando Marte está lento no seu movimento, pode significar o início de uma relação amorosa que durará algum tempo, ainda que não completamente feliz. Porque, obviamente, são relacionamentos baseados na acção sexual. E esta atracção, sem amor, tende a extinguir-se.

A prática de desportos é benéfica pela forma como reequilibra as energias contidas de natureza sexual.

Imagine o que será este ciclo quando atingem a quadratura e a oposição. O desejo sexual intensifica-se, aparecendo também a agressividade, a compulsão, a impaciência. Se o casal de companheiros estiver a passar por alguma dificuldade, será nestes trânsitos que se sentirão os seus efeitos. Se no casal, as coisas estiverem normalizadas, não passará de uma pequena tempestade. Relações iniciadas numa destas quadraturas, habitualmente, não têm futuro. Cuidado com os ciúmes, pois não esqueçamos que Marte rege dois signos: Áries/Carneiro e Escorpião e Vénus também é regente de dois signos: Touro e Libra/Balança. É muita energia junta.

Querem deixar as vossas opiniões? Agradecido

Clique aqui para conhecer as característica sgerais de Vénus e Marte em cada um dos 12 signos.

.

20 de setembro de 2011

Ilha de Moçambique - a Piscina

Neste enquadramento paisagístico da contra-costa, a Piscina é o
edifício mais afastado, do lado direito da foto.
Foto de Carlos Coelho Borges.

Até aos anos 70 era assim:

 Foto de Ana Maria Guimarães Oliveira 
Foto de Carlos Coelho Borges 

Como se pode ver bem nestas duas fotos a segregação com a raça negra era uma realidade,
não escrita, não oficial, mas também não encoberta. 
Nem vale a pena fingir que era diferente.
Brancos, mestiços e indianos eram aceites. Da raça negra - não.

A seguir veio a degradação





Fotos de Pikitita Makuazinha, se não estou em erro.

Agora (2011) obras de reconstrução
Fotos de Ossemane Abdul Satar  Daudo









Só nos resta esperar pelas obras prontas para podermos apreciar
um dos sítios mais paradisíacos da ilha. 
Suposição minha: parece que vai deixar de ser uma piscina pública.

.

19 de setembro de 2011

Nuno Moreira - Fotografia


Todas as fotografias são autoria de Nuno Moreira
e é proibida a sua reprodução sem a autorização do autor.


Nuno Moreira

Nuno Moreira nasceu na cidade de Vila Nova de Gaia, Portugal. Depois dos estudos em Música no  "Conservatório de Música do Porto", deu aulas de violão em várias escolas da área do Porto (Portugal) até descobrir a sua paixão maior, a fotografia, que o fez desistir do seu caminho inicial.

Seu site - www.nunomoreira.eu

Sua página no Facebook - www.facebook.com/nunomoreiraphotography

Sua página no Twitter - twitter.com/nuno_moreira

Seu email profissional - geral@nunomoreira.eu


Fotografia Publicitária e de Moda
Design e acompanhamento Gráfico
Campanhas Publicitárias
Webdesign
Marketing Relacional
Marketing de Comunicação





Se eu fosse um grão de areia gostaria de ser levado pelo vento para os mais
reconditos lugares da tua imaginação.

Se eu fosse um anjo gostaria de entrar na tua vida como um grão de areia entra no
deserto ao ser levado pelo vento.

E se fosse simplesmente eu gostaria de ser levado ao teu encontro,
tú que me procuras e sussurras palavras de amor.

nm

Fotografias de Angola





Série: Corvo, a Casa






Moda





Produtos






A noite esta mais escura porque nao te tenho...
As folhas caem das arvores porque nao te tenho...
A chuva cai triste do céu, porque não te tenho...
O frio apaga-me as memorias, porque não te tenho...

Nao consigo desviar os olhos de ti
O que vejo nao passa de um sonho belo...
Não vejo para alem do que ja vivi
De memorias esvoaçando entre o teu cabelo

A cada momento que te vejo voando
A cada momento que te sinto beijando...
Penso que quero ir-me... e levantar
Seguindo-te pelo céu sem nunca parar...

Por entre as nuvens fui procurando
Sem nunca alcançar o teu coração.
Sem nunca o vislumbrar, esvoaçando...
A luz maior, a luz da minha criação...

Como querubim cheguei ao meu fim
Baterei as asas,enfiando o capuz...
A minha missão contigo acabou assim
Continuarei voando para outra luz...

nm


O perdão, por Nuno Moreira
[Texto fora de contexto, mas como gostei muito, escolhi divulgá-lo aqui.]

«Quando falo em perdoar refiro-me à verdadeira ausencia de ressentimos face a alguem que nos possa ter prejudicado ou ofendido de certa forma. Não ao perdão externo com que possas brindar alguem que esperaria de ti outra reação, uma reaçao de rancor, uma resposta à altura da "ofensa".

Neste último caso poderás vingar-te com esse perdão esperando que quem te ofendeu fique ainda mais fragilizado pela tua ausência de resposta, rancor ou ressentimento. Desde logo esse sentimento exclui-se e fica de fora totalmente do que acima escrevi e procurei expor.

O perdão que falo é muito íntimo,vem muito de dentro e implica que o aceites verdadeiramente mesmo ao nivel do teu subconsciente,deixando de fora qualquer hipotese de acção/reação com o "perdoado".

Assim,o teu subconsciente poderá trabalhar para ti de uma forma fluente,sem obstaculos,barreiras ou impedimentos.»




Nuno Moreira

Seu site - www.nunomoreira.eu

Sua página no Facebook - www.facebook.com/nunomoreiraphotography

Sua página no Twitter - twitter.com/nuno_moreira

Seu email profissional - geral@nunomoreira.eu

.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates