Alexander McQueen, o hooligan revolucionário da moda inglesa

27 de fevereiro de 2010 · 23 comentários

Alexander McQueen
17 Março 1969 - 22:45
Lewisham, London,
United Kingdom

Seu site
http://www.alexandermcqueen.com/

É sabido que o estilista britânico Alexander McQueen (40 anos), um dos nomes mais respeitados do mundo da moda, foi encontrado morto no dia 4 de Fevereiro de 2010, tendo-se enforcado num guarda-roupas do seu exclusivo apartamento em Mayfair, no centro de Londres, tendo deixado um bilhete de suicídio. Morreu no mesmo dia em que ocorreria o funeral de sua mãe, que tinha falecido uns dias antes.

Alexander McQueen foi um dos mais influentes designers da última década. Desenhou roupas para personalidades ou celebridades como Beyoncé, Fergie, Rihanna, Janet Jackson, Mary J. Blige, Lady GaGa, Naomi Campbell, Sarah Jessica Parker, Cameron Diaz, Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anna Paquin, Katie Holmes, Camilla Belle, Michelle Obama e o Príncipe Charles.

O estilista com a mãe, num evento recente.

Desde muito cedo sentiu o chamamento da moda. Aos 16 anos abandonou a escola e ocupou um lugar de aprendiz nos alfaiates de Savile Row "Anderson and Shepherd". Esta experiência deu-lhe a oportunidade de apurar a técnica de confecção de roupa e de alfaiate, capacidades pelas quais é hoje famoso.

Se olharmos para o mapa do estilista, notamos que nesse ano (1986), Plutão transitava por Escorpião e passava por cima do seu ascendente, iniciando uma nova vida, que viria a ser influente a nível mundial. Júpiter entrou na sua quinta casa, o sítio onde mora a «criatividade» nos nossos mapas.

Na sua aprendizagem de alfaiate da alta costura, McQueen passou da "Anderson and Shepherd" para "Gieves and Hawkes" e depois para os costureiros "Angels and Bermans". A sua variada aprendizagem deu-lhe a oportunidade de dominar muitas técnicas diferentes de confecção de roupa. Mestria a que deu bom uso durante a sua carreira. Pode-se dizer que a sua aprendizagem mais formal terminou, quando, com 21 anos, mudou-se para Milão para trabalhar com Romeo Gigli.

Em 1990, quando tinha 21 anos, os seus trânsitos mostram-nos que Júpiter iniciou a sua caminhada pela nona casa do mapa do estilista. Sabemos que a casa 9 trata de assuntos do estrangeiro, da fé, de assuntos superiores. Alexander McQueen, sendo muito jovem, ao mudar-se para Milão, dava o primeiro passo em direcção ao topo do mundo.

O seu mapa natal. Clicar para ampliar.


Toda esta experiência foi convertida em sucesso e McQueen conseguiu terminar um mestrado em design de moda na prestigiada Central St. Martins College. A sua colecção, o culminar da sua aprendizagem, recebeu as atenções da imprensa e estabeleceu-o como jovem estilista promissor. Pode-se dizer que a sua carreira iniciou em 1992, aos 23 anos, quando uma sua colecção foi comprada por 5 mil libras pela estilista Isabella Blow, que se tornaria a sua mentora e grande incentivadora.

Verificamos que nesse ano, o benéfico Júpiter transitava esplendoroso pela sua décima casa, dando-se um impulso à sua carreira e trazendo reconhecimento social, ao mesmo tempo que fazia um contacto estreito com o ascendente do seu mapa natal, dando-lhe um impulso tremendo para prosseguir a sua carreira de estilista.

Então, tratou de fazer o seu próprio nome. As suas passagens de modelo eram notoriamente teatrais e o seu estilo "brutalmente aguçado" trouxe-lhe muita atenção e aclamações. Também fabricou uma reputação. McQueen, em virtude de uma imagem petulante de mau rapaz e frequentes explosões de mau humor, tornou-se no "l'enfant terrible". Aproveitando esta faceta, McQueen e a sua nova marca estavam a tomar conta da moda londrina.

A entrada do edifício do seu exclusivo apartamento (£ 640.000) em Mayfair,
no centro de Londres, no dia em que o seu corpo foi descoberto pela irmã.

Em 1997, foi contratado pela casa de alta-costura Givenchy. Rápida e imprudentemente, despediu o fundador da marca, Hubert de Givenchy, considerando-o "irrelevante". A sua arrogância era espantosa e achava-se superior à própria indústria da moda. Aprendeu amargamente, na própria pele: a sua primeira colecção para a Givenchy foi um fracasso. A sua permanência na Givenchy foi sempre muito difícil. O seu génio é que o salvou de não ter sido sumariamente depedido.

Obviamente que só poderia ser assim, pois McQueen, enquanto ser humano, precisava de crescer e aprofundar o seu interior. Com 28 anos, em 1997, Saturno estava com um posicionamento astrológico pressionante: entrava na sua sexta casa (onde se faz a rotina do trabalho) e em simultâneo, fazia conjunção ao Saturno natal, o bem conhecido retorno. A vida exigia que o estilista tivesse que aprender à sua própria custa, da forma mais dramática possível.

Apesar deste flop, McQueen, contudo, era ainda respeitado no mundo da moda e recebeu uma segunda oportunidade. A vida dá-nos sempre uma nova oportunidade, que no caso do estilista foi uma grande demonstração de respeito numa indústria marcadamente implacável.

Em 2000, o Grupo Gucci adquiriu uma participação de controlo, 51% na linha "McQueen", tendo o estilista ficado à frente, como criativo da marca, com a máquina Gucci a controlar os possíveis desmandos pessoais. Este passo pôs fim à tumultuosa relação de McQueen com a Givenchy e conferiu-lhe uma maior liberdade criativa, que ele soube aproveitar de forma genial.

2000 também foi o ano em que Alexander McQueen, que nunca ocultou que era gay, se casou com o documentarista George Forsyth.

Estes dois últimos exemplos - o sócio Gucci e o seu casamento no mesmo ano -, são excelentes para falarmos um pouco sobre o que acontecia na sua sétima casa em 2000, quando ele tinha 31 anos. Saturno transitava por esta casa, trazendo-lhe o peso de um sócio fortíssimo, como é o Grupo Gucci, mas também formalizou a sua relação afectiva em forma de casamento. Se fosse só Saturno a transitar por esta casa, talvez a solução não fosse esta, mas na mesma casa, em trânsito, encontrava-se Júpiter, o grande benéfico.



A partir de 2001, Alexander McQueen soube aproveitar bem as oportunidades que a vida lhe dera e concentra-se na sua própria marca tendo-a expandido para todo o mundo. Os seus confortáveis 49% da empresa tornaram-no rico, tendo ajudado financeiramente, diversas causas de solidariedade. Entre 2001 e 2009, McQueen desenvolveu e consolidou diversos projectos: colecções para mulher e para homem, acessórios, duas fragrâncias (Kingdom 2003 and MyQueen 2005) e a abertura de diversas lojas com a sua marca em Nova Yorque, Londres, Milão, Las Vegas e Los Angeles.

Estes foram os prémios oficiais que Alexander McQueen recebeu em vida: British Designer of the year 1996, 1997, 2001 e 2003. International Designer of the Year pelo The Council of Fashion Designer's of America (CFDA) em 2003, 'A Most Excellent Commander of The British Empire’ (CBE), feito comemdador pela Rainha de Inglaterra em 2003. GQ Menswear Designer of the Year em 2007.

Em 2003 recebeu o reconhecimento formal da indústria da moda como podemos constatar mais acima pelos prémios recebidos nesse ano e, enquanto britânico, foi agraciado com a comenda que a Rainha de Inglaterra atribui aos seus cidadãos mais ilustres: Saturno ao entrar no ponto cardinal de Câncer, fazia uma quadratura ao seu eixo nodal, situados nos pontos cardinais de Carneiro / Aries (na casa 5) e Balança / Libra (na casa 6), trazendo-lhe o reconhecimento do mérito público. Júpiter em Leão (a vontade de estar debaixo dos holofotes) entrava na sua décima casa, a do reconhecimento social.

A editora da revista Vogue britânica classificou McQueen como um "génio dos tempos modernos" - "Alexander McQueen influenciou uma geração inteira de designers. A sua imaginação brilhante não conhecia limites enquanto ele produzia colecção após colecção de designs extraordinários".

O seu mapa, no dia em que se suicidou (4 Fev 2010), aos 40 anos (iria cumprir 41 umas semanas depois), apresenta-se bastante delicado e intenso. Já submetido à muito conhecida oposição de Úrano, a Lua estava entre Saturno e Plutão, posicionamento bastante incómodo, por barrar possíveis desenvolvimentos. A mesma Lua recebia aspectos bem próximos de Úrano e Mercúrio, tendo-se deixado ir em pensamentos menos positivos. A Lua, significando a mãe e a sua mentora, a estilista Isabella Blow, estava em posicionamento debilitado. A sua psique fez o resto.

Leituras atrasadas

26 de fevereiro de 2010 · 10 comentários

Shyznogud, Jugular

«Se alguém me conseguir explicar racionalmente o porquê da fúria, sem cair nos automatismos fáceis (tipo "vêem-se mamas, oh tragédia, o corpo feminino é usado"), agradecia.»

Serginho Tavares, Justo e Digno

«'Dúvida' é um filme para poucos totalmente feito para grandes atores e se tivesse caido em mãos de atores menos experientes teria sido um fiasco retumbante.»

Redneck, Por uma Second Life Menos Ordinária

«Tenho um argumento: não se perde aquilo que não se tem. Portanto, o tempo não se perde, porque não o domino. Como controlar uma abstração tão grandiosa quanto o tempo?»

Luís Proença, Smooth Operator

«Hoje cruzei-me com um amigo que andava sempre angustiado com a sua Vida. Notei-o mais leve e alegre.Disse-me que está apaixonado.»

Hazel, Casa Claridade

«Chama-se, vulgarmente, a "moleirinha" do bebé. É exactamente nessa área, que é tão especial, que se localiza o chakra da coroa.»

Marcelo Dalla, Dalla Blog

«Compartilho aqui algumas dicas úteis para a harmonia e saúde da nossa casa, que é uma representação simbólica de nós mesmos.»

IdoMind, O Jardim

«Vejo gente pedregosa. Com acessos difíceis. Ladeada de escarpas impossíveis de escalar. De vencer. São a gente das montanhas onde é sempre Inverno. Onde faz sempre frio. Onde a noite cai mais rápido. Isoladas no seu rigor sobrevivem dos hábitos a que a solidão obriga.»

Rosan, Estímulos

«com mais esperanças, de que tudo conspira ao nosso favor.... / simplicidade, é o que precisamos colocar em nossa vida...»

Maria José, Arca do AutoConhecimento

«E só aí a gente descobre que o nosso tempo não pode continuar sendo desperdiçado.»

Bom fim-de-semana.

Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Tito Maciá

25 de fevereiro de 2010 · 1 comentários


Tito Maciá

Alicante, Espanha (1948)

Asc Capricórnio, Sol Carneiro, Lua Leão, Mercúrio Carneiro

Continuando com a nossa preparação para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, a secção «Quem é Quem» pretende apresentar alguns astrólogos que serão oradores no congresso. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Professor de Astrologia a partir de ano 1977, tendo sido presidente e fundador da «Association for Astrological Research» de Alicante, em 1984. Organizador dos XIV e XXIV Congressos Ibéricos de Astrologia (1997 e 2007). Palestrante frequente em palestras e seminários em conferências espanholas e internacionais desde 1984. Fundador, juntamente com outros trinta astrólogos da «Escuela de Traductores de Sirvent», com quem tem colaborado, traduzindo textos tradicionais. Escreveu e publicou inúmeros trabalhos.

Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o tema «O enigma de 2012: Profecias Maias e Prognósticos Astrológicos», no dia 13 de Maio, às 18:30 horas.



Tema que vai apresentar no Congresso Ibérico de Astrologia

«O enigma de 2012:
Profecias Maias e Prognósticos Astrológicos»

«Profecia e prognóstico são dois conceitos que definem tais coisas e podem ser confundido, por isso temos que distinguir entre uma coisa e outra. Profecia é um dom sobrenatural, que consiste em conhecer as coisas por inspiração, ou num futuro distante, a profecia é uma previsão feita por um dom extraordinário, enquanto a previsão da astrologia tem base na análise das posições planetárias e os fenómenos observados em sincronia com eles, falando sobre a previsão astrológica com base na razão da probabilidade e prudência, a profecia, o conceito deve ser cumprido profética sim ou sim, essa é a diferença fundamental.»

Se quiser conhecer outros oradores do congresso,
clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

Vídeo com Tito Maciá



Entrevista com Tito Maciá

Sônia Beth

24 de fevereiro de 2010 · 13 comentários

Sônia Beth

É com muito prazer que informo que a astróloga Sônia Beth aceitou integrar o grupo de autores convidados do site «Escola de Astrologia Nova-Lis», encontrando-se disponível o seu primeiro artigo.


Conheça o seu belíssimo blogue«Astros e Estrelas»
Sônia, muito obrigado.

Antonio Banderas canta «Guido Song»

· 6 comentários


Antonio Banderas cantou «Guido Song» no musical «Nine», da Broadway, que serviu de base ao filme com o mesmo título e actual candidato aos Oscar 2010. Ver aqui o post sobre o filme. Antonio Banderas ganhou o 'Theatre World Award' [Tony] em 2003, pela sua participação neste musical, tendo estado em cena ao longo de 283 exibições. Quase 1 ano, sempre em cena. Apreciem, com bom humor, o acento espanhol no inglês cantado por António Banderas. O meu inglês é bem pior. :) Neste momento está em ensaios, novamente na Broadway, para o musical 'Zorba'. Lembram-se dele a cantar e dançar em 'Evita' (1996) com Madonna?

Programa do Congresso de Astrologia 2010

23 de fevereiro de 2010 · 8 comentários


Clique na ilustração para ampliar e poder ler.

Site do Congresso
http://www.congressoastrologia.com/




Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Veronika Tkachenko

22 de fevereiro de 2010 · 12 comentários

Continuando com a nossa prepararção para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, a secção «Quem é Quem» pretende apresentar alguns astrólogos que serão oradores no congresso. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Veronika Tkachenko
Asc Libra / Balança, Sol Virgem / Virgo,Lua Aries / Carneiro, Mercurio Virgo / Virgem

Conhecida astróloga russa, membro da União Russa de Jornalistas, tem diplomas da Academia Russa de Astrologia, e em várias escolas esotéricas especializada em Reiki e outros sistemas de cura. Colabora com os principais jornais, rádios e televisão russos, participa em congressos estrangeiros, além de ser autora de quatro livros. Na revista «Elle» em 1999, Veronika Tkachenko foi mencionada como um dos dez melhores astrólogos russo. Já expôs o seu trabalho astrológico sobre moda nos Congressos Ibéricos realizados em 1997 e 2007.





Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o tema «Moda - Previsão usando ciclos de planetas», no dia 14 de Maio, às 16 horas, sala C1-C4.


Tema que vai apresentar no Congresso Ibérico de Astrologia

«Moda - Previsão usando ciclos de planetas»
por
Veronika Tkachenko

«A principal característica de uma moda desenvolve-se em espiral. Um dos passos dessa espiral ou a duração do ciclo de um planeta, têm diferentes extensões, e depende disso precisamente o quanto queremos imaginar uma nova moda.

Planetas lentos preparam a nossa consciência para a percepção de uma imagem real de uma moda nas suas características mais gerais. Assim, Plutão reflecte novas tecnologias, novos materiais e reflecte o estereótipo da sexualidade. Neptuno formas de representação sobre novo tipo de mulher ideal. As mudanças mais inesperadas de certa forma nascem sob a influência de Úrano, já que ele rompe a moda instalada e oferece absolutamente novas decisões.

Mas, o destino do futuro da moda depende muito da vontade social. Isto é, sob a responsabilidade do outro planeta social - a de Júpiter. A mudança de direcção de uma moda depende do momento de conexão de ciclos de Úrano e Júpiter - é um momento que ocorre a cada 14 anos. Assim o próximo acontecimento que provocará uma mudança cardeal na moda - irá ocorrer em 2011, durante o momento de conexão de Urano e Júpiter em Áries.


Entre os planetas que são responsáveis pela duração de qualquer ideia moderna, e para a chegada de retro-tendências, Saturno é o principal. O ciclo de 12 anos de Júpiter reflecte mudanças de escala de cores e uma silhueta da roupa.

O registo de uma linha de um ombro, um tipo de fecho, a forma de botões, etc são já está detalhes, pelos quais Marte, Mercúrio e Vénus são responsáveis.

Conclusões:

A duração da existência de qualquer ideia de moda depende de um planeta, dominando no momento de seu nascimento. Durante as retrogressões de um planeta da moda, que vem para trás, tudo está relacionado com o simbolismo deste planeta. As mudanças cardeais ocorrem 1 vez cada 14 anos. Júpiter promove o retorno de uma moda, que existia há 12 anos. Outra mudança cardeal ocorrerá na moda em acessórios, quando Vénus retrógrada se conectar com o Úrano.»

Se quiser conhecer outros oradores do congresso,
clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

Alan Silveira, instrutor da nova era

· 15 comentários




Tempestade na Madeira

21 de fevereiro de 2010 · 11 comentários


A tempestade que se abateu ontem sobre a Madeira não estava a ser noticiada pela imprensa portuguesa e estes dois twiteiros [André Freitas e Linda Machado] foram os primeiros a informarem-nos do que ocorria. Mantiveram-se horas nesta constante informação, tendo servido de ligação a muita pessoas que queriam saber dos seus familiares e sobre a situação no terreno. Foi um autêntico serviço público. Estes são os seus endereços:
http://twitter.com/andrerodfreitas
http://twitter.com/lindamachado

CONFIRMAÇÃO DE 40 MORTOS, 60 FERIDOS E MAIS DE 200 DESALOJADOS
E DEZENAS DE DESAPARECIDOS.


Informações constantes e actualizadas:
http://twitter.com/#search?q=%23tempmad


O Funchal acordou domingo de manhã, assim:
http://fotos.sapo.pt/antoniogarces/playview/3











http://www.the-rock-of-gibraltar.com/World-News/7566/dozens-killed-in-madeira-flooding-madeira-portugal-floods

Mensagem de Cristiano Ronaldo: Ninguém pode ficar indiferente a esta calamidade de grandes proporções, muito menos eu que nasci e cresci na Madeira, uma ilha que, obviamente, me diz muito. É por esta razão que quero expressar a minha disponibilidade para, na medida do que me for possível, ajudar os organismos e entidades oficiais, no sentido de serem minorados e ultrapassados os efeitos desta grande devastação Daqui.

Oscar 2010 - A publicidade para o evento já está no ar

· 0 comentários

A publicidade para a grande noite do Oscar já começou. Na ABC, dia 7 Março, em directo do Kodac Theatre, às 17:00 de Los Angeles - 23:00, Brasília, Brasil - 01:00, Portugal. Veja o vídeo:

Luís Figo e a alegada situação do apoio ao primeiro ministro com contrapartidas

20 de fevereiro de 2010 · 1 comentários

O ex-futebolista esteve num pequeno-almoço no Hotel Altis Belém
a 25 Setembro 2009, no último dia de campanha,
onde foi anunciado como mais um apoio de peso a Sócrates.

Segundo as notícias que têm saído na imprensa, alegadamente, o ex-jogador de futebol Luís Figo teria dado apoio à campanha de José Sócrates para um segundo mandato de primeiro-ministro e, em troca seria negociado um generoso contrato de patrocínio para a Fundação do jogador. A notícia estalou num instante.

Pessoalmente, esta notícia em si, não me interessa para nada, pois está inserida numa longa movimentação política contra o primeiro ministro português. No entanto, interessei-me em analisar os trânsitos de Luís Figo durante esta 3ª semana de Fevereiro, altura em que o seu nome surgiu nesta grande confusão, associado a patrocínios de grandes empresas portuguesas a troco do apoio a José Sócrates.

Clicar para aumentar a imagem.

De imediato nota-se a conjunção que Saturno em trânsito está a fazer a Plutão e Vénus natal. Tudo em Balança / Libra, na quinta casa de Luís Figo. Trocando isto por miúdos: Saturno, o senhor do carma, representa a restrição, a dificuldade, a responsabilidade e quando faz conjunção ou quadratura a Plutão (que representa o poder pessoal) a pessoa pode passar por momentos muito adversos, envolvendo sempre questões de dinheiro, eventuais problemas de saúde, obstáculos, desilusões, demoras e restrições. É possível que encontre oposição por parte de outras pessoas, que o obriguem a tomar outro caminho. Assim, não me surpreende que o escândalo tenha chegado neste momento. Se é ou não verdade o que se comenta na imprensa, isso é uma questão que pertence a Luís Figo. Uma coisa é certa: não se livra de ver manchada a sua bem estabelecida imagem de desportista com categoria internacional. O seu poder pessoal ficou afectado. Este assunto ainda se prolongará por mais uns meses.

Por outro lado, o mesmo Saturno está a fazer uma conjunção à sua Vénus natal. Tem aqui matéria para mais um ano. Vai sentir uma diminuição ou restrição na área dos afectos. Espero bem que isto não passe da desilusão dos seus fãs e que não envolva o seu ambiente familiar, o que não me surpreenderia se pudesse acontecer. Ainda por cima ocorrendo este trânsito na sua quinta casa, o espaço astrológico que trata dos assuntos amorosos.

Ser figura pública tem destes inconvenientes. Lamento que Luís Figo esteja a viver por esta situação e desejo que consiga ultrapassar rapidamente esta fase da sua vida menos luminosa.

Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Patricia Kesselman

19 de fevereiro de 2010 · 9 comentários

Com vista a nos prepararmos para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, inicio agora a secção «Quem é Quem», onde tentarei apresentar, dentro das minhas possibilidades, alguns astrólogos que serão oradores no congresso e um pequeno texto sobre o tema que irão apresentar. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Patricia Kesselman
Buenos Aires, Argentina

ASC Leão, Sol Sagitário, Lua Leão, Mercúrio Sagitário

Trabalha, estuda e investiga em Tarot, Astrologia e outros sistemas simbólicos desde 1988. Palestrante em congressos nacionais e internacionais, recebeu o prémio (compartilhado com E. Gramaglia, com quem fundou no final de 2007, o Collegium Astrologicum) para o melhor trabalho no Congresso de Astrologia em Capilla del Monte 2008. Publica artigos astrológicos de forma independente, colaborando com diversos medias como a revista astrológica (Argentina) Medium Coeli, o jornal da Associação Astrológica da Catalunha Cyclos, sendo delegada para a Argentina dessa mesma associação. Consultoria astrológica, oferece oficinas de capacitação para astrólogos e estudantes avançados.

Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o fascinante tema «O Hileg e o Alcocoden - O Binómio Vital», no dia 14 de Maio, às 16 horas, sala C5-C7.

Um pouco sobre o tema
«O Hileg e o Alcocoden - O Binómio Vital»

A função do Alcocoden é determinar a duração da vida.

"Os textos de astrologia moderna dizem ao estudante, em termos inequívocos, que sob nenhuma circunstância devem sugerir ao cliente que ele pode não ser imortal. Falar da morte é um pecado mais grave do que outros. Entretanto, no passado, fazer a previsão da morte era um preliminar essencial para analisar a Carta Natal." - John Frawley.

Antigamente, a sobrevivência de um recém-nascido não podia ser assumida naturalmente e não havia muitos motivos para acreditar que a criança não poderia ser criada com sucesso. Este pensamento pode ser ofensivo para as nossas expectativas modernas, mas no passado, quando os recursos eram limitados, a segurança pessoal e a qualidade de vida na idade adulta dependia da capacidade de engendrar e criar os seus herdeiros - estas eram questões muito importantes, quando nascia uma criança.

Se pararmos um pouco e pensarmos nas famílias poderosas de então (reis, duques, senhores feudais e latifundiários, etc.), percebemos imediatamente que estas eram questões muito importantes. Por isso mesmo, era corrente, haver muitos filhos, pois alguns sobreviveriam e dariam continuidade a essas famílias. Mesmo um agricultor pobre, com um pequeno terreno onde plantava a alimentação de sobrevivência, estas questões eram muito pertinentes. Os astrólogos tradicionais sabiam muito bem o que deveriam fazer.


Foi apenas nos últimos anos que a ciência e a medicina avançaram o suficiente para nos libertar da preocupação com a extensão das nossas vidas. Nós vemos a morte como algo ofensivo ao conhecimento, com os seus avanços onde a medicina moderna nos oferece alguma segurança. No entanto, esta crença não tem sido comum na maior parte da história humana, e a verdade é que alguns de nós nascemos com mais vitalidade do que outros.

Antes de encontrar em uma carta o Alcocoden temos necessidade de encontrar o Hileg. Depois do astrólogo encontrar o Hileg, o olhar vai para o planeta que tem alguma ligação com Hileg e que pode chamar de Alcocoden. Se não pode haver Hileg também não há Alcocoden e o contrário, também. A função do Alcocoden é determinar a duração da vida.


Se quiser conhecer outros oradores do congresso, clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

Até parece que só falamos da morte [Quíron em Escorpião ou na casa 8]

18 de fevereiro de 2010 · 40 comentários


Até parece que só falamos da morte
[Quíron em Escorpião ou na casa 8]

Dou por mim a perceber que ando a reflectir e escrever sobre Quíron no elemento Água, constatando que na aula da Ericeira (ver aqui) não esteve ninguém com este posicionamento. Curiosamente, tenho na minha base de dados alguns nomes muito conhecidos, que nasceram com Quíron em Escorpião. Pois vejam estes nomes: a minha amiga Astrid Annabelle, terapeuta e autora dos blogues «Navegante do Infinito», «A Dinâmica do Invisível» e «Ma Jivan Prahbuta»; Hillary Clinton, Secretária de Estado norte-americana; Luís Filipe Scolari, treinador de futebol; Robert Zoller, astrólogo e autor especializado em Quíron; Steven Spielberg, o cineasta bem conhecido por muitos filmes, especialmente, pelo «ET». São todos curadores naturais e com grande potencial mediúnico.

As pessoas com Quíron em Scorpio pertencem a dois grupos etários bem distintos: O primeiro grupo anda agora (2010) entre os 61 e os 64 anos, nascidos entre 10 Novembro 1946 e 29 Novembro 1948; o segundo grupo etário é muito jovem, pois nasceu entre 29 Dezembro 1996 e 4 Abril 1997 - entre 3 Setembro 1997 e 6 Janeiro 1999 - entre 2 Junho 1999 e 21 Setembro 1999, portanto, andam agora entre os 11 e os 14 anos. Estas informações são dadas para orientar o leitor que não tenha um conhecimento aprofundado de astrologia.

Com Quíron neste signo e casa estamos perante estes temas genéricos onde poderá residir a ferida e frustração profunda: a sexualidade, o nascimento e a morte, o poder, a regeneração e transformação pessoal, as emoções e os desejos profundos, o abandono, a separação, a união e a solidão.

No entanto, o grande tema deste posicionamento é a morte, ou de uma forma mais suave, a vida depois da morte, a capacidade de comunicar com o Além. Muita mediunidade. Se não, vejamos situações frequentes de Quíron em Escorpião ou na oitava casa: acontece haver sério perigo de vida no exacto momento do nascimento; por vezes, é a mãe quem corre perigo de vida no momento do parto; é frequente a pessoa enfrentar situações associadas à morte, quer por alguma doença grave, ou pelo falecimento muito cedo de um dos pais; ao longo da vida, estas associações ligadas à morte são igualmente frequentes, quer seja a morte física, quer a morte de algo velho, que deixamos para trás, mas a pessoa sente como havendo uma interrupção de algo.

Também pode acontecer que pessoas com este posicionamento pensem bastante em suicídio, apesar de habitualmente não praticarem. Não pensam em suicídio de forma gratuita, pois apenas desejam libertar-se do corpo biológico. É um posicionamento muito intenso, podendo ser agreste, em alguns casos. Há sempre uma experiência profundamente sentida sobre a morte e sobre a realidade para além da vida terrena.

Quando encarada de forma positiva Quíron em Escorpião ou na casa Oito pode permitir uma grande compreensão sobre os mistérios da vida e da morte, o mundo da psicologia e da mente, bem como sobre o mundo relacional e as suas interacções profundas, que poderá ser bem aproveitado na área do aconselhamento e da ajuda. Pode ser sinal duma grande sensibilidade ao Além e às suas manifestações. A mediunidade é um caminho terapêutico.

Outra característica a realçar deste posicionamento, podemos defini-lo como «dificuldade com a intimidade». A identidade e a vida sexual podem ser um ponto susceptível, assim como a rejeição, um sentimento de insuficiência ou de inadequação ou uma marca crónica psicológica ou física, por exemplo, podem determinar uma grande dificuldade em se relacionar sexual e afectivamente. Por vezes, podem verificar-se conflitos, que parecem intransponíveis, entre os impulsos espirituais e a vivência mais desinibida da sexualidade. Outras vezes parece haver uma incompatibilidade entre os desejos da pessoa e os desejos do cônjuge, gerando uma sensação de infelicidade (conjugal) que corrói todas as boas intenções.

O mundo dos recursos materiais, emocionais, sexuais e afectivos envolvidos nos relacionamentos conjugais ou os recursos financeiros e materiais desenvolvidos e afectados na actividade profissional e nas parcerias de negócios assumem uma grande importância com esta posição de Quíron. A pessoa poderá sentir uma grande dificuldade em conseguir obter ou partilhar bens, valores e apoios materiais ou não com os parceiros. Não raras vezes, pode sentir-se muito pouco realizado nas associações e nos relacionamentos que forma, desenvolvendo-se um sentimento de insatisfação profundo.

Quando conheço alguém com este posicionamento, inevitavelmente, olho para a minha Lua na oitava casa e não deixo de pensar cá para comigo mesmo: «Isto sim, é mediunidade a sério. Não passo de um aprendiz.» Não é inveja. É reconhecimento da evidência.

Está ao seu alcance uma noção mais profunda do sofrimento que a humanidade carrega ao longo dos tempos nestas áreas bem como das possibilidades do mesmo ser atenuado e revertido em sabedoria e crescimento.

Se acima afirmei que o grande tema deste posicionamento é a morte, não posso deixar de dizer que o outro grande tema de Quíron em Escorpião ou na oitava casa é, sem dúvida, a mediunidade. A questão aqui é se as pessoas aceitam bem, para com elas próprias, esta característica tão marcada. Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas? Não é fácil e pode ser confundido com intuição, sendo este 6º sentido parte integrante da mediunidade.

Dos nomes de pessoas acima referidos, posso garantir que 3 delas são altamente mediúnicas: Astrid Annabelle, Luís Filipe Scolari e Steven Spielberg. Não quer dizer que os outros não o sejam. Da Astrid, temos a prova através do seu maravilhoso blogue «A Dinâmica do Invisível» e o quão curador é para nós, seus leitores. De Luís Filipe Scolari, podemos afirmar que conseguiu levantar o estado anímico do povo português, no Euro 2004 (futebol), quando sugeriu que puséssemos bandeiras de Portugal nas nossas casas viradas para a rua. Foi um fenómeno nunca visto e que resultou muito bem. De Steven Spielberg, os exemplos através dos seus filmes são mais que muitos e não se circunscreve apenas ao famoso «ET». São todos curadores de nível energético muito alto. Todos procuram encontrar uma solução existencial para o sofrimento, mantendo-o presente e procurando uma saída transcendente. Simplesmente fantástico.

Terapia recomendada para este posicionamento astrológico: regressão a vidas passadas; terapias multidimensionais de cura quântica; terapias com cristais adequados aos signos onde se encontre a Lua no mapa natal; recolocação da criança interior em modo conforto.


Hindi Zhara

· 2 comentários

Aprecie o calor e delicadeza da voz da extraordinária cantora berbero-marroquina, radicada em França, Hindi Zhara.


Para os alunos e ex-alunos da Escola de Astrologia Nova-Lis, interessados no Congresso de Astrologia

17 de fevereiro de 2010 · 9 comentários

Clicar na imagem para aumentar e poder ler o conteúdo.

Estamos a 3 meses do evento de maior importância para a astrologia em Portugal, o XXVII Congresso Ibérico de Astrologia. É tempo de transmitirmos aos nossos actuais e ex-alunos, assim como aos nossos amigos, algumas informações que consideramos úteis.

1) Que a nossa escola foi considerada «parceiro» do congresso e é parte activa na divulgação do evento.

2) Este congresso é dirigido especialmente a todos os que ensinam, estudam e praticam a Astrologia.

3) O evento, à semelhança do que se pratica em todo o mundo em congressos similares, permite uma flexibilidade quer na assistência (que poderá ser de 1 a 4 dias), quer nos preços a praticar. Para saberem mais sobre esta flexibilidade, devem consultar a página «Inscreva-se no congresso», no site do Congresso - www.congressoastrologia.com

4) A participação no evento dá direito a receber um diploma de assistência e toda a documentação projectada durante a totalidade do evento, além de ser um programa cultural rico e diversificado.

5) O congresso realiza-se de 12 a 15 de Maio (de uma quarta-feira a sábado). No entanto, de 12 a 14, está reservado ao meio profissional ou académico: astrólogos, alunos e ex-alunos de astrologia. O dia 15 (sábado) é o «dia livre», pois o chamado grande público pode entrar no congresso.

6) Como em qualquer congresso, consoante a data de inscrição, os preços praticados vão sofrendo acréscimos. As inscrições feitas até 31 de Março beneficiam dos preços mais baixos. Se a inscrição for feita em Abril, o preço sofre um acréscimo; se em Maio, o acréscimo é maior. Portanto, é do interesse dos participantes, inscreverem-se quanto antes.

7) Recordo que há preços para assistir a todo o congresso, assim como preços especiais para quem só pode estar presente no dia 13 ou 14. Também há preços especiais (mais baixos) para estudantes e/ou ex-estudantes. Para todos, existem as modalidades com ou sem refeição. Consultem esta página. Também existe a modalidade do pagamento em 2 tranches, se a inscrição for feita até ao fim de Março. Qualquer dúvida será esclarecida pela organização do congresso - aqui.

8) Todas as pessoas que queiram inscrever-se como «estudante de astrologia», beneficiando do preço mais reduzido, mesmo que já tenham terminado os seus cursos, devem apresentar prova emitida pela(s) escola(s) que frequentou.

Chamamos a atenção aos nossos actuais e ex-alunos, deste pormenor:

Finalmente e em exclusivo para os actuais e ex-alunos de cursos ministrados por António Rosa ou, posteriormente, os cursos online dados pela Escola de Astrologia Nova-Lis: se estiverem interessados em participar no congresso na qualidade de «estudante», devem contactar-me pelo email covadourso@gmail.com indicando o seu nome e que curso frequentou, que em seguida, remeteremos um certificado (em pdf) similar à imagem que apresentamos acima.

Daniela Scheifler

· 7 comentários

Daniela Scheifler

É com muito prazer que informo que a astróloga Daniela Scheifler aceitou integrar o grupo de autores convidados do site «Escola de Astrologia Nova-Lis», encontrando-se disponível o seu primeiro artigo.

Conheça o seu belíssimo blogue
Baile no Céu
Daniela, muito obrigado.

Filipe, dos Ídolos - mapa astrológico do momento da vitória

16 de fevereiro de 2010 · 29 comentários

Filipe Pinto
3 Julho 1988
São Mamede de Infesta, Portugal
41N11 8W36
Se alguém souber a hora de nascimento, agradecia que me avisasse.

Quando na noite de São Valentim, se iniciou a gala final do programa de televisão «Ídolos» [14 Fevereiro 2010, às 22:14], o céu estava embevecido a emanar as melhores energias astrológicas ao jovem Filipe Pinto, fazendo-o vencedor desta edição.

Vejamos os aspectos astrológicos dessa gala, no mapa natal do Filipe, de signo solar Caranguejo e Lua em Peixes:

- Júpiter, o planeta dos deuses, recebia aspectos do Sol, Úrano, Neptuno, Quíron e Parte da Fortuna. Mais favorecedor é quase impossível. A personalidade, a voz divina, o uno, o curador e a fortuna dialogavam com o grande benéfico do zodíaco.

- Úrano fazia conjunção partil com Marte natal, levando-o a ter uma energia enorme capaz de fazer frente ao milhão e quatrocentos mil votantes que se empenharam em escolher o jovem de São Mamede de Infesta, tendo a fabulosa Diana como contraponto. Além disso, o mesmo Úrano estava em diálogo aberto com Mercúrio, Júpiter, Saturno e Úrano. Um ponto muito alto na vida deste jovem.

- A Lua (emoções), Vénus (o amor e o afecto) e Júpiter (o Grande Senhor) estavam bem pertinhos na conjunção à Lua. O que o rapaz sentiu naquela noite, as lágrimas que verteu e o que teve de partilhar em emoções e sentimentos, foi inexplicável para ele próprio. Nunca melhor dito: só mesmo visto pela televisão.

- Contei 3 quintiles (criatividade), mas o mais destacado era este: Plutão (poder) ao eixo nodal (público).

- Como a Ana Cristina disse nos comentários, não nos podemos esquecer de Neptuno, o planeta que rege a música, que estava em excelente posicionamento com Saturno e Úrano, concretizando este projecto musical, enfatizado numa quadratura (conflito = Diana) a Júpiter.

- Por fim, encontramos Quíron, num posicionamento idêntico ao de Neptuno, curando este jovem, fazendo com que Filipe percebesse que a música é um projecto de vida. O jovem disse-o várias vezes ao longo do programa 'Ídolos'.

Nasceu uma grande estrela da música.
Agora, Filipe, o resto é contigo.



Clicar no mapa para o ampliar.




A blogoesfera já está a apoiar o Congresso Ibérico de Astrologia

15 de fevereiro de 2010 · 33 comentários

A todas as pessoas que tenham um blogue
e estejam interessadas em apoiar este congresso de astrologia:

O site do XVII Congresso Ibérico de Astrologia, dentro de dias, vai ter uma página com uma listagem de blogues, devidamente lincados, que apoiem o congresso.

Basta colocar no seu blogue, com o devido destaque, um dos banners que existem na barra esquerda do site do Congresso:



Caso já tenha o banner de apoio, ou queira colaborar com o Congresso, divulgando-o junto dos seus leitores, após colocar o banner no seu blogue devidamente destacado, peço o favor de confirmar deixando aqui no 'Cova do Urso', um comentário neste mesmo post ou no post anterior (clicar no título) «O Maior Evento de Astrologia em Portugal» (post onde este movimento começou).

Estou a usar esta forma de comunicação [a vossa confirmação no meu próprio blogue] para este assunto ser completamente transparente e estar disponível ao público em geral. A organização do Congresso tem conhecimento desta iniciativa.

Como o leitor compreenderá, este apoio público não dá direito a nenhuma entrada gratuita no Congresso. :))


Vários blogues já estão a apoiar o congresso. Fica aqui a lista actualizada dos blogues que já têm o banner para divulgação junto dos seus leitores:

Arte em Espírito (Portugal)
Astrologia Medieval (Portugal)
Astrología en Argentina (Argentina)
Astrologia Experimental (Argentina)
Astrologia para la Vida (Espanha)
Astrologia para Ser Feliz (Espanha)
Astrologia Psicológica (Espanha)
Astrologia y Actualidad (Argentina)
Astrologicamente (Portugal)
Astropost (Holanda)
Astros e Estrelas (Brasil)
Baile no Céu (Itália)
BandarraVet (Portugal)
Caminho(s) (Portugal)
Carpe Diem (Portugal)
Castelo de Asgard
(Portugal)
Cerâmica em Movimento (Portugal)
Cova do Urso (Portugal)
Diálogos Astrais (Portugal)
Difusão da Alma (Portugal)
Elias Mendes - Astrologia (Brasil)
Entendendo Astrologia (Brasil)
Era de Entendimento (Portugal)
Fada Moranga (Portugal)
Fuzil Cósmico (Portugal)
Grimoire - O Livro Sobre o Caminho do Meio (Portugal)
Gui - Divulgação de Espectáculos (Brasil)
Hadas, Astros, Naturaleza (Espanha)
Holly Venus (Portugal)
Hostel Argonauta (Portugal)
Iishwariando (Portugal)
Margot Taróloga (Portugal)
Memórias de Vidas Passadas (Brasil)
Nave Azul (Portugal)
Navegante do Infinito (Brasil)
O Portal Mágico (Portugal)

Olhar Direito (Portugal)
Princesa Esquimó (Portugal)

Colocarei aqui todos os blogues que aderirem a este movimento.

Muito agradecido.

Abraço a todos.

António Rosa


Actualização do post no dia 17 Fevereiro, às 18h22

Informo que a página «Blogoesfera» no site do XXVII Congresso de Astrologia (clicar) já se encontra online, e os 30 blogue que já aderiram constam da lista de apoiantes e divulgadores do evento.

Ainda vai a tempo de se incluir neste movimento de apoio ao congresso. Inscreva-se neste post.

Ano novo chinês - o ano do Tigre

14 de fevereiro de 2010 · 6 comentários


Neste Domingo, 14 de Fevereiro, assinala-se o início de 2010 de acordo com o calendário chinês, utilizado por vários países orientais. O calendário chinês é o mais antigo registo cronológico da história e guia-se pelas fases da lua. Por este motivo, o ano novo é assinalado na primeira lua nova entre 21 de Janeiro e 20 de Fevereiro. Também conhecida como Festa da Primavera ou Ano Novo Lunar, esta é a época festiva mais importante da China. A chegada no Ano Novo Chinês é muito mais do que desfiles. É também o momento em que os moradores seguem tradições milenares e convidam os visitantes a participar também. O período que se inicia é o 4708 do calendário chinês.

Neste ano, a 14 de Fevereiro, data em que também se assinala o Dia dos Namorados, um pouco por todo o mundo organizam-se festividades para celebrar o novo ano que, de acordo com horóscopo chinês, será o ano do Tigre.

O ano do Tigre, celebrado da última vez em 1998, está relacionado com as próprias características do signo: activo, confiante e impulsivo, sentimental e bem-humorado. Para a astrologia chinesa é um animal místico, magnético, independente, orgulhoso, forte, tenaz, inteligente, intuitivo, suave e agressivo.

A astrologia chinesa prediz o futuro por meio do calendário chinês, especialmente dos 12 animais do zodíaco e dos cinco elementos primordiais (Água, Madeira, Fogo, Metal e Terra), que combinados encontram ciclos anuais de 60 anos. Os 12 animais do zodíaco chinês que emprestam as suas características aos anos são: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, cabra, macaco, galo, cachorro e porco.

27 de fevereiro de 2010

Alexander McQueen, o hooligan revolucionário da moda inglesa

Alexander McQueen
17 Março 1969 - 22:45
Lewisham, London,
United Kingdom

Seu site
http://www.alexandermcqueen.com/

É sabido que o estilista britânico Alexander McQueen (40 anos), um dos nomes mais respeitados do mundo da moda, foi encontrado morto no dia 4 de Fevereiro de 2010, tendo-se enforcado num guarda-roupas do seu exclusivo apartamento em Mayfair, no centro de Londres, tendo deixado um bilhete de suicídio. Morreu no mesmo dia em que ocorreria o funeral de sua mãe, que tinha falecido uns dias antes.

Alexander McQueen foi um dos mais influentes designers da última década. Desenhou roupas para personalidades ou celebridades como Beyoncé, Fergie, Rihanna, Janet Jackson, Mary J. Blige, Lady GaGa, Naomi Campbell, Sarah Jessica Parker, Cameron Diaz, Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anna Paquin, Katie Holmes, Camilla Belle, Michelle Obama e o Príncipe Charles.

O estilista com a mãe, num evento recente.

Desde muito cedo sentiu o chamamento da moda. Aos 16 anos abandonou a escola e ocupou um lugar de aprendiz nos alfaiates de Savile Row "Anderson and Shepherd". Esta experiência deu-lhe a oportunidade de apurar a técnica de confecção de roupa e de alfaiate, capacidades pelas quais é hoje famoso.

Se olharmos para o mapa do estilista, notamos que nesse ano (1986), Plutão transitava por Escorpião e passava por cima do seu ascendente, iniciando uma nova vida, que viria a ser influente a nível mundial. Júpiter entrou na sua quinta casa, o sítio onde mora a «criatividade» nos nossos mapas.

Na sua aprendizagem de alfaiate da alta costura, McQueen passou da "Anderson and Shepherd" para "Gieves and Hawkes" e depois para os costureiros "Angels and Bermans". A sua variada aprendizagem deu-lhe a oportunidade de dominar muitas técnicas diferentes de confecção de roupa. Mestria a que deu bom uso durante a sua carreira. Pode-se dizer que a sua aprendizagem mais formal terminou, quando, com 21 anos, mudou-se para Milão para trabalhar com Romeo Gigli.

Em 1990, quando tinha 21 anos, os seus trânsitos mostram-nos que Júpiter iniciou a sua caminhada pela nona casa do mapa do estilista. Sabemos que a casa 9 trata de assuntos do estrangeiro, da fé, de assuntos superiores. Alexander McQueen, sendo muito jovem, ao mudar-se para Milão, dava o primeiro passo em direcção ao topo do mundo.

O seu mapa natal. Clicar para ampliar.


Toda esta experiência foi convertida em sucesso e McQueen conseguiu terminar um mestrado em design de moda na prestigiada Central St. Martins College. A sua colecção, o culminar da sua aprendizagem, recebeu as atenções da imprensa e estabeleceu-o como jovem estilista promissor. Pode-se dizer que a sua carreira iniciou em 1992, aos 23 anos, quando uma sua colecção foi comprada por 5 mil libras pela estilista Isabella Blow, que se tornaria a sua mentora e grande incentivadora.

Verificamos que nesse ano, o benéfico Júpiter transitava esplendoroso pela sua décima casa, dando-se um impulso à sua carreira e trazendo reconhecimento social, ao mesmo tempo que fazia um contacto estreito com o ascendente do seu mapa natal, dando-lhe um impulso tremendo para prosseguir a sua carreira de estilista.

Então, tratou de fazer o seu próprio nome. As suas passagens de modelo eram notoriamente teatrais e o seu estilo "brutalmente aguçado" trouxe-lhe muita atenção e aclamações. Também fabricou uma reputação. McQueen, em virtude de uma imagem petulante de mau rapaz e frequentes explosões de mau humor, tornou-se no "l'enfant terrible". Aproveitando esta faceta, McQueen e a sua nova marca estavam a tomar conta da moda londrina.

A entrada do edifício do seu exclusivo apartamento (£ 640.000) em Mayfair,
no centro de Londres, no dia em que o seu corpo foi descoberto pela irmã.

Em 1997, foi contratado pela casa de alta-costura Givenchy. Rápida e imprudentemente, despediu o fundador da marca, Hubert de Givenchy, considerando-o "irrelevante". A sua arrogância era espantosa e achava-se superior à própria indústria da moda. Aprendeu amargamente, na própria pele: a sua primeira colecção para a Givenchy foi um fracasso. A sua permanência na Givenchy foi sempre muito difícil. O seu génio é que o salvou de não ter sido sumariamente depedido.

Obviamente que só poderia ser assim, pois McQueen, enquanto ser humano, precisava de crescer e aprofundar o seu interior. Com 28 anos, em 1997, Saturno estava com um posicionamento astrológico pressionante: entrava na sua sexta casa (onde se faz a rotina do trabalho) e em simultâneo, fazia conjunção ao Saturno natal, o bem conhecido retorno. A vida exigia que o estilista tivesse que aprender à sua própria custa, da forma mais dramática possível.

Apesar deste flop, McQueen, contudo, era ainda respeitado no mundo da moda e recebeu uma segunda oportunidade. A vida dá-nos sempre uma nova oportunidade, que no caso do estilista foi uma grande demonstração de respeito numa indústria marcadamente implacável.

Em 2000, o Grupo Gucci adquiriu uma participação de controlo, 51% na linha "McQueen", tendo o estilista ficado à frente, como criativo da marca, com a máquina Gucci a controlar os possíveis desmandos pessoais. Este passo pôs fim à tumultuosa relação de McQueen com a Givenchy e conferiu-lhe uma maior liberdade criativa, que ele soube aproveitar de forma genial.

2000 também foi o ano em que Alexander McQueen, que nunca ocultou que era gay, se casou com o documentarista George Forsyth.

Estes dois últimos exemplos - o sócio Gucci e o seu casamento no mesmo ano -, são excelentes para falarmos um pouco sobre o que acontecia na sua sétima casa em 2000, quando ele tinha 31 anos. Saturno transitava por esta casa, trazendo-lhe o peso de um sócio fortíssimo, como é o Grupo Gucci, mas também formalizou a sua relação afectiva em forma de casamento. Se fosse só Saturno a transitar por esta casa, talvez a solução não fosse esta, mas na mesma casa, em trânsito, encontrava-se Júpiter, o grande benéfico.



A partir de 2001, Alexander McQueen soube aproveitar bem as oportunidades que a vida lhe dera e concentra-se na sua própria marca tendo-a expandido para todo o mundo. Os seus confortáveis 49% da empresa tornaram-no rico, tendo ajudado financeiramente, diversas causas de solidariedade. Entre 2001 e 2009, McQueen desenvolveu e consolidou diversos projectos: colecções para mulher e para homem, acessórios, duas fragrâncias (Kingdom 2003 and MyQueen 2005) e a abertura de diversas lojas com a sua marca em Nova Yorque, Londres, Milão, Las Vegas e Los Angeles.

Estes foram os prémios oficiais que Alexander McQueen recebeu em vida: British Designer of the year 1996, 1997, 2001 e 2003. International Designer of the Year pelo The Council of Fashion Designer's of America (CFDA) em 2003, 'A Most Excellent Commander of The British Empire’ (CBE), feito comemdador pela Rainha de Inglaterra em 2003. GQ Menswear Designer of the Year em 2007.

Em 2003 recebeu o reconhecimento formal da indústria da moda como podemos constatar mais acima pelos prémios recebidos nesse ano e, enquanto britânico, foi agraciado com a comenda que a Rainha de Inglaterra atribui aos seus cidadãos mais ilustres: Saturno ao entrar no ponto cardinal de Câncer, fazia uma quadratura ao seu eixo nodal, situados nos pontos cardinais de Carneiro / Aries (na casa 5) e Balança / Libra (na casa 6), trazendo-lhe o reconhecimento do mérito público. Júpiter em Leão (a vontade de estar debaixo dos holofotes) entrava na sua décima casa, a do reconhecimento social.

A editora da revista Vogue britânica classificou McQueen como um "génio dos tempos modernos" - "Alexander McQueen influenciou uma geração inteira de designers. A sua imaginação brilhante não conhecia limites enquanto ele produzia colecção após colecção de designs extraordinários".

O seu mapa, no dia em que se suicidou (4 Fev 2010), aos 40 anos (iria cumprir 41 umas semanas depois), apresenta-se bastante delicado e intenso. Já submetido à muito conhecida oposição de Úrano, a Lua estava entre Saturno e Plutão, posicionamento bastante incómodo, por barrar possíveis desenvolvimentos. A mesma Lua recebia aspectos bem próximos de Úrano e Mercúrio, tendo-se deixado ir em pensamentos menos positivos. A Lua, significando a mãe e a sua mentora, a estilista Isabella Blow, estava em posicionamento debilitado. A sua psique fez o resto.

26 de fevereiro de 2010

Leituras atrasadas

Shyznogud, Jugular

«Se alguém me conseguir explicar racionalmente o porquê da fúria, sem cair nos automatismos fáceis (tipo "vêem-se mamas, oh tragédia, o corpo feminino é usado"), agradecia.»

Serginho Tavares, Justo e Digno

«'Dúvida' é um filme para poucos totalmente feito para grandes atores e se tivesse caido em mãos de atores menos experientes teria sido um fiasco retumbante.»

Redneck, Por uma Second Life Menos Ordinária

«Tenho um argumento: não se perde aquilo que não se tem. Portanto, o tempo não se perde, porque não o domino. Como controlar uma abstração tão grandiosa quanto o tempo?»

Luís Proença, Smooth Operator

«Hoje cruzei-me com um amigo que andava sempre angustiado com a sua Vida. Notei-o mais leve e alegre.Disse-me que está apaixonado.»

Hazel, Casa Claridade

«Chama-se, vulgarmente, a "moleirinha" do bebé. É exactamente nessa área, que é tão especial, que se localiza o chakra da coroa.»

Marcelo Dalla, Dalla Blog

«Compartilho aqui algumas dicas úteis para a harmonia e saúde da nossa casa, que é uma representação simbólica de nós mesmos.»

IdoMind, O Jardim

«Vejo gente pedregosa. Com acessos difíceis. Ladeada de escarpas impossíveis de escalar. De vencer. São a gente das montanhas onde é sempre Inverno. Onde faz sempre frio. Onde a noite cai mais rápido. Isoladas no seu rigor sobrevivem dos hábitos a que a solidão obriga.»

Rosan, Estímulos

«com mais esperanças, de que tudo conspira ao nosso favor.... / simplicidade, é o que precisamos colocar em nossa vida...»

Maria José, Arca do AutoConhecimento

«E só aí a gente descobre que o nosso tempo não pode continuar sendo desperdiçado.»

Bom fim-de-semana.

25 de fevereiro de 2010

Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Tito Maciá


Tito Maciá

Alicante, Espanha (1948)

Asc Capricórnio, Sol Carneiro, Lua Leão, Mercúrio Carneiro

Continuando com a nossa preparação para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, a secção «Quem é Quem» pretende apresentar alguns astrólogos que serão oradores no congresso. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Professor de Astrologia a partir de ano 1977, tendo sido presidente e fundador da «Association for Astrological Research» de Alicante, em 1984. Organizador dos XIV e XXIV Congressos Ibéricos de Astrologia (1997 e 2007). Palestrante frequente em palestras e seminários em conferências espanholas e internacionais desde 1984. Fundador, juntamente com outros trinta astrólogos da «Escuela de Traductores de Sirvent», com quem tem colaborado, traduzindo textos tradicionais. Escreveu e publicou inúmeros trabalhos.

Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o tema «O enigma de 2012: Profecias Maias e Prognósticos Astrológicos», no dia 13 de Maio, às 18:30 horas.



Tema que vai apresentar no Congresso Ibérico de Astrologia

«O enigma de 2012:
Profecias Maias e Prognósticos Astrológicos»

«Profecia e prognóstico são dois conceitos que definem tais coisas e podem ser confundido, por isso temos que distinguir entre uma coisa e outra. Profecia é um dom sobrenatural, que consiste em conhecer as coisas por inspiração, ou num futuro distante, a profecia é uma previsão feita por um dom extraordinário, enquanto a previsão da astrologia tem base na análise das posições planetárias e os fenómenos observados em sincronia com eles, falando sobre a previsão astrológica com base na razão da probabilidade e prudência, a profecia, o conceito deve ser cumprido profética sim ou sim, essa é a diferença fundamental.»

Se quiser conhecer outros oradores do congresso,
clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

Vídeo com Tito Maciá



Entrevista com Tito Maciá

24 de fevereiro de 2010

Sônia Beth

Sônia Beth

É com muito prazer que informo que a astróloga Sônia Beth aceitou integrar o grupo de autores convidados do site «Escola de Astrologia Nova-Lis», encontrando-se disponível o seu primeiro artigo.


Conheça o seu belíssimo blogue«Astros e Estrelas»
Sônia, muito obrigado.

Antonio Banderas canta «Guido Song»


Antonio Banderas cantou «Guido Song» no musical «Nine», da Broadway, que serviu de base ao filme com o mesmo título e actual candidato aos Oscar 2010. Ver aqui o post sobre o filme. Antonio Banderas ganhou o 'Theatre World Award' [Tony] em 2003, pela sua participação neste musical, tendo estado em cena ao longo de 283 exibições. Quase 1 ano, sempre em cena. Apreciem, com bom humor, o acento espanhol no inglês cantado por António Banderas. O meu inglês é bem pior. :) Neste momento está em ensaios, novamente na Broadway, para o musical 'Zorba'. Lembram-se dele a cantar e dançar em 'Evita' (1996) com Madonna?

22 de fevereiro de 2010

Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Veronika Tkachenko

Continuando com a nossa prepararção para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, a secção «Quem é Quem» pretende apresentar alguns astrólogos que serão oradores no congresso. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Veronika Tkachenko
Asc Libra / Balança, Sol Virgem / Virgo,Lua Aries / Carneiro, Mercurio Virgo / Virgem

Conhecida astróloga russa, membro da União Russa de Jornalistas, tem diplomas da Academia Russa de Astrologia, e em várias escolas esotéricas especializada em Reiki e outros sistemas de cura. Colabora com os principais jornais, rádios e televisão russos, participa em congressos estrangeiros, além de ser autora de quatro livros. Na revista «Elle» em 1999, Veronika Tkachenko foi mencionada como um dos dez melhores astrólogos russo. Já expôs o seu trabalho astrológico sobre moda nos Congressos Ibéricos realizados em 1997 e 2007.





Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o tema «Moda - Previsão usando ciclos de planetas», no dia 14 de Maio, às 16 horas, sala C1-C4.


Tema que vai apresentar no Congresso Ibérico de Astrologia

«Moda - Previsão usando ciclos de planetas»
por
Veronika Tkachenko

«A principal característica de uma moda desenvolve-se em espiral. Um dos passos dessa espiral ou a duração do ciclo de um planeta, têm diferentes extensões, e depende disso precisamente o quanto queremos imaginar uma nova moda.

Planetas lentos preparam a nossa consciência para a percepção de uma imagem real de uma moda nas suas características mais gerais. Assim, Plutão reflecte novas tecnologias, novos materiais e reflecte o estereótipo da sexualidade. Neptuno formas de representação sobre novo tipo de mulher ideal. As mudanças mais inesperadas de certa forma nascem sob a influência de Úrano, já que ele rompe a moda instalada e oferece absolutamente novas decisões.

Mas, o destino do futuro da moda depende muito da vontade social. Isto é, sob a responsabilidade do outro planeta social - a de Júpiter. A mudança de direcção de uma moda depende do momento de conexão de ciclos de Úrano e Júpiter - é um momento que ocorre a cada 14 anos. Assim o próximo acontecimento que provocará uma mudança cardeal na moda - irá ocorrer em 2011, durante o momento de conexão de Urano e Júpiter em Áries.


Entre os planetas que são responsáveis pela duração de qualquer ideia moderna, e para a chegada de retro-tendências, Saturno é o principal. O ciclo de 12 anos de Júpiter reflecte mudanças de escala de cores e uma silhueta da roupa.

O registo de uma linha de um ombro, um tipo de fecho, a forma de botões, etc são já está detalhes, pelos quais Marte, Mercúrio e Vénus são responsáveis.

Conclusões:

A duração da existência de qualquer ideia de moda depende de um planeta, dominando no momento de seu nascimento. Durante as retrogressões de um planeta da moda, que vem para trás, tudo está relacionado com o simbolismo deste planeta. As mudanças cardeais ocorrem 1 vez cada 14 anos. Júpiter promove o retorno de uma moda, que existia há 12 anos. Outra mudança cardeal ocorrerá na moda em acessórios, quando Vénus retrógrada se conectar com o Úrano.»

Se quiser conhecer outros oradores do congresso,
clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

Alan Silveira, instrutor da nova era




21 de fevereiro de 2010

Tempestade na Madeira


A tempestade que se abateu ontem sobre a Madeira não estava a ser noticiada pela imprensa portuguesa e estes dois twiteiros [André Freitas e Linda Machado] foram os primeiros a informarem-nos do que ocorria. Mantiveram-se horas nesta constante informação, tendo servido de ligação a muita pessoas que queriam saber dos seus familiares e sobre a situação no terreno. Foi um autêntico serviço público. Estes são os seus endereços:
http://twitter.com/andrerodfreitas
http://twitter.com/lindamachado

CONFIRMAÇÃO DE 40 MORTOS, 60 FERIDOS E MAIS DE 200 DESALOJADOS
E DEZENAS DE DESAPARECIDOS.


Informações constantes e actualizadas:
http://twitter.com/#search?q=%23tempmad


O Funchal acordou domingo de manhã, assim:
http://fotos.sapo.pt/antoniogarces/playview/3











http://www.the-rock-of-gibraltar.com/World-News/7566/dozens-killed-in-madeira-flooding-madeira-portugal-floods

Mensagem de Cristiano Ronaldo: Ninguém pode ficar indiferente a esta calamidade de grandes proporções, muito menos eu que nasci e cresci na Madeira, uma ilha que, obviamente, me diz muito. É por esta razão que quero expressar a minha disponibilidade para, na medida do que me for possível, ajudar os organismos e entidades oficiais, no sentido de serem minorados e ultrapassados os efeitos desta grande devastação Daqui.

Oscar 2010 - A publicidade para o evento já está no ar

A publicidade para a grande noite do Oscar já começou. Na ABC, dia 7 Março, em directo do Kodac Theatre, às 17:00 de Los Angeles - 23:00, Brasília, Brasil - 01:00, Portugal. Veja o vídeo:

20 de fevereiro de 2010

Luís Figo e a alegada situação do apoio ao primeiro ministro com contrapartidas

O ex-futebolista esteve num pequeno-almoço no Hotel Altis Belém
a 25 Setembro 2009, no último dia de campanha,
onde foi anunciado como mais um apoio de peso a Sócrates.

Segundo as notícias que têm saído na imprensa, alegadamente, o ex-jogador de futebol Luís Figo teria dado apoio à campanha de José Sócrates para um segundo mandato de primeiro-ministro e, em troca seria negociado um generoso contrato de patrocínio para a Fundação do jogador. A notícia estalou num instante.

Pessoalmente, esta notícia em si, não me interessa para nada, pois está inserida numa longa movimentação política contra o primeiro ministro português. No entanto, interessei-me em analisar os trânsitos de Luís Figo durante esta 3ª semana de Fevereiro, altura em que o seu nome surgiu nesta grande confusão, associado a patrocínios de grandes empresas portuguesas a troco do apoio a José Sócrates.

Clicar para aumentar a imagem.

De imediato nota-se a conjunção que Saturno em trânsito está a fazer a Plutão e Vénus natal. Tudo em Balança / Libra, na quinta casa de Luís Figo. Trocando isto por miúdos: Saturno, o senhor do carma, representa a restrição, a dificuldade, a responsabilidade e quando faz conjunção ou quadratura a Plutão (que representa o poder pessoal) a pessoa pode passar por momentos muito adversos, envolvendo sempre questões de dinheiro, eventuais problemas de saúde, obstáculos, desilusões, demoras e restrições. É possível que encontre oposição por parte de outras pessoas, que o obriguem a tomar outro caminho. Assim, não me surpreende que o escândalo tenha chegado neste momento. Se é ou não verdade o que se comenta na imprensa, isso é uma questão que pertence a Luís Figo. Uma coisa é certa: não se livra de ver manchada a sua bem estabelecida imagem de desportista com categoria internacional. O seu poder pessoal ficou afectado. Este assunto ainda se prolongará por mais uns meses.

Por outro lado, o mesmo Saturno está a fazer uma conjunção à sua Vénus natal. Tem aqui matéria para mais um ano. Vai sentir uma diminuição ou restrição na área dos afectos. Espero bem que isto não passe da desilusão dos seus fãs e que não envolva o seu ambiente familiar, o que não me surpreenderia se pudesse acontecer. Ainda por cima ocorrendo este trânsito na sua quinta casa, o espaço astrológico que trata dos assuntos amorosos.

Ser figura pública tem destes inconvenientes. Lamento que Luís Figo esteja a viver por esta situação e desejo que consiga ultrapassar rapidamente esta fase da sua vida menos luminosa.

19 de fevereiro de 2010

Quem é Quem [Congresso de Astrologia] - Patricia Kesselman

Com vista a nos prepararmos para o próximo Congresso Ibérico de Astrologia, inicio agora a secção «Quem é Quem», onde tentarei apresentar, dentro das minhas possibilidades, alguns astrólogos que serão oradores no congresso e um pequeno texto sobre o tema que irão apresentar. Espero poder ajudar os meus leitores a planificarem melhor a sua agenda pessoal durante o congresso. Conheça todos os oradores, clicando aqui.

Patricia Kesselman
Buenos Aires, Argentina

ASC Leão, Sol Sagitário, Lua Leão, Mercúrio Sagitário

Trabalha, estuda e investiga em Tarot, Astrologia e outros sistemas simbólicos desde 1988. Palestrante em congressos nacionais e internacionais, recebeu o prémio (compartilhado com E. Gramaglia, com quem fundou no final de 2007, o Collegium Astrologicum) para o melhor trabalho no Congresso de Astrologia em Capilla del Monte 2008. Publica artigos astrológicos de forma independente, colaborando com diversos medias como a revista astrológica (Argentina) Medium Coeli, o jornal da Associação Astrológica da Catalunha Cyclos, sendo delegada para a Argentina dessa mesma associação. Consultoria astrológica, oferece oficinas de capacitação para astrólogos e estudantes avançados.

Vai participar no XXVII Congresso Ibérico de Astrologia (Centro de Congressos do Estoril, Portugal, 12 a 15 Maio), com o fascinante tema «O Hileg e o Alcocoden - O Binómio Vital», no dia 14 de Maio, às 16 horas, sala C5-C7.

Um pouco sobre o tema
«O Hileg e o Alcocoden - O Binómio Vital»

A função do Alcocoden é determinar a duração da vida.

"Os textos de astrologia moderna dizem ao estudante, em termos inequívocos, que sob nenhuma circunstância devem sugerir ao cliente que ele pode não ser imortal. Falar da morte é um pecado mais grave do que outros. Entretanto, no passado, fazer a previsão da morte era um preliminar essencial para analisar a Carta Natal." - John Frawley.

Antigamente, a sobrevivência de um recém-nascido não podia ser assumida naturalmente e não havia muitos motivos para acreditar que a criança não poderia ser criada com sucesso. Este pensamento pode ser ofensivo para as nossas expectativas modernas, mas no passado, quando os recursos eram limitados, a segurança pessoal e a qualidade de vida na idade adulta dependia da capacidade de engendrar e criar os seus herdeiros - estas eram questões muito importantes, quando nascia uma criança.

Se pararmos um pouco e pensarmos nas famílias poderosas de então (reis, duques, senhores feudais e latifundiários, etc.), percebemos imediatamente que estas eram questões muito importantes. Por isso mesmo, era corrente, haver muitos filhos, pois alguns sobreviveriam e dariam continuidade a essas famílias. Mesmo um agricultor pobre, com um pequeno terreno onde plantava a alimentação de sobrevivência, estas questões eram muito pertinentes. Os astrólogos tradicionais sabiam muito bem o que deveriam fazer.


Foi apenas nos últimos anos que a ciência e a medicina avançaram o suficiente para nos libertar da preocupação com a extensão das nossas vidas. Nós vemos a morte como algo ofensivo ao conhecimento, com os seus avanços onde a medicina moderna nos oferece alguma segurança. No entanto, esta crença não tem sido comum na maior parte da história humana, e a verdade é que alguns de nós nascemos com mais vitalidade do que outros.

Antes de encontrar em uma carta o Alcocoden temos necessidade de encontrar o Hileg. Depois do astrólogo encontrar o Hileg, o olhar vai para o planeta que tem alguma ligação com Hileg e que pode chamar de Alcocoden. Se não pode haver Hileg também não há Alcocoden e o contrário, também. A função do Alcocoden é determinar a duração da vida.


Se quiser conhecer outros oradores do congresso, clique mais abaixo, na tag / categoria «Quem é Quem».

18 de fevereiro de 2010

Até parece que só falamos da morte [Quíron em Escorpião ou na casa 8]


Até parece que só falamos da morte
[Quíron em Escorpião ou na casa 8]

Dou por mim a perceber que ando a reflectir e escrever sobre Quíron no elemento Água, constatando que na aula da Ericeira (ver aqui) não esteve ninguém com este posicionamento. Curiosamente, tenho na minha base de dados alguns nomes muito conhecidos, que nasceram com Quíron em Escorpião. Pois vejam estes nomes: a minha amiga Astrid Annabelle, terapeuta e autora dos blogues «Navegante do Infinito», «A Dinâmica do Invisível» e «Ma Jivan Prahbuta»; Hillary Clinton, Secretária de Estado norte-americana; Luís Filipe Scolari, treinador de futebol; Robert Zoller, astrólogo e autor especializado em Quíron; Steven Spielberg, o cineasta bem conhecido por muitos filmes, especialmente, pelo «ET». São todos curadores naturais e com grande potencial mediúnico.

As pessoas com Quíron em Scorpio pertencem a dois grupos etários bem distintos: O primeiro grupo anda agora (2010) entre os 61 e os 64 anos, nascidos entre 10 Novembro 1946 e 29 Novembro 1948; o segundo grupo etário é muito jovem, pois nasceu entre 29 Dezembro 1996 e 4 Abril 1997 - entre 3 Setembro 1997 e 6 Janeiro 1999 - entre 2 Junho 1999 e 21 Setembro 1999, portanto, andam agora entre os 11 e os 14 anos. Estas informações são dadas para orientar o leitor que não tenha um conhecimento aprofundado de astrologia.

Com Quíron neste signo e casa estamos perante estes temas genéricos onde poderá residir a ferida e frustração profunda: a sexualidade, o nascimento e a morte, o poder, a regeneração e transformação pessoal, as emoções e os desejos profundos, o abandono, a separação, a união e a solidão.

No entanto, o grande tema deste posicionamento é a morte, ou de uma forma mais suave, a vida depois da morte, a capacidade de comunicar com o Além. Muita mediunidade. Se não, vejamos situações frequentes de Quíron em Escorpião ou na oitava casa: acontece haver sério perigo de vida no exacto momento do nascimento; por vezes, é a mãe quem corre perigo de vida no momento do parto; é frequente a pessoa enfrentar situações associadas à morte, quer por alguma doença grave, ou pelo falecimento muito cedo de um dos pais; ao longo da vida, estas associações ligadas à morte são igualmente frequentes, quer seja a morte física, quer a morte de algo velho, que deixamos para trás, mas a pessoa sente como havendo uma interrupção de algo.

Também pode acontecer que pessoas com este posicionamento pensem bastante em suicídio, apesar de habitualmente não praticarem. Não pensam em suicídio de forma gratuita, pois apenas desejam libertar-se do corpo biológico. É um posicionamento muito intenso, podendo ser agreste, em alguns casos. Há sempre uma experiência profundamente sentida sobre a morte e sobre a realidade para além da vida terrena.

Quando encarada de forma positiva Quíron em Escorpião ou na casa Oito pode permitir uma grande compreensão sobre os mistérios da vida e da morte, o mundo da psicologia e da mente, bem como sobre o mundo relacional e as suas interacções profundas, que poderá ser bem aproveitado na área do aconselhamento e da ajuda. Pode ser sinal duma grande sensibilidade ao Além e às suas manifestações. A mediunidade é um caminho terapêutico.

Outra característica a realçar deste posicionamento, podemos defini-lo como «dificuldade com a intimidade». A identidade e a vida sexual podem ser um ponto susceptível, assim como a rejeição, um sentimento de insuficiência ou de inadequação ou uma marca crónica psicológica ou física, por exemplo, podem determinar uma grande dificuldade em se relacionar sexual e afectivamente. Por vezes, podem verificar-se conflitos, que parecem intransponíveis, entre os impulsos espirituais e a vivência mais desinibida da sexualidade. Outras vezes parece haver uma incompatibilidade entre os desejos da pessoa e os desejos do cônjuge, gerando uma sensação de infelicidade (conjugal) que corrói todas as boas intenções.

O mundo dos recursos materiais, emocionais, sexuais e afectivos envolvidos nos relacionamentos conjugais ou os recursos financeiros e materiais desenvolvidos e afectados na actividade profissional e nas parcerias de negócios assumem uma grande importância com esta posição de Quíron. A pessoa poderá sentir uma grande dificuldade em conseguir obter ou partilhar bens, valores e apoios materiais ou não com os parceiros. Não raras vezes, pode sentir-se muito pouco realizado nas associações e nos relacionamentos que forma, desenvolvendo-se um sentimento de insatisfação profundo.

Quando conheço alguém com este posicionamento, inevitavelmente, olho para a minha Lua na oitava casa e não deixo de pensar cá para comigo mesmo: «Isto sim, é mediunidade a sério. Não passo de um aprendiz.» Não é inveja. É reconhecimento da evidência.

Está ao seu alcance uma noção mais profunda do sofrimento que a humanidade carrega ao longo dos tempos nestas áreas bem como das possibilidades do mesmo ser atenuado e revertido em sabedoria e crescimento.

Se acima afirmei que o grande tema deste posicionamento é a morte, não posso deixar de dizer que o outro grande tema de Quíron em Escorpião ou na oitava casa é, sem dúvida, a mediunidade. A questão aqui é se as pessoas aceitam bem, para com elas próprias, esta característica tão marcada. Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas? Não é fácil e pode ser confundido com intuição, sendo este 6º sentido parte integrante da mediunidade.

Dos nomes de pessoas acima referidos, posso garantir que 3 delas são altamente mediúnicas: Astrid Annabelle, Luís Filipe Scolari e Steven Spielberg. Não quer dizer que os outros não o sejam. Da Astrid, temos a prova através do seu maravilhoso blogue «A Dinâmica do Invisível» e o quão curador é para nós, seus leitores. De Luís Filipe Scolari, podemos afirmar que conseguiu levantar o estado anímico do povo português, no Euro 2004 (futebol), quando sugeriu que puséssemos bandeiras de Portugal nas nossas casas viradas para a rua. Foi um fenómeno nunca visto e que resultou muito bem. De Steven Spielberg, os exemplos através dos seus filmes são mais que muitos e não se circunscreve apenas ao famoso «ET». São todos curadores de nível energético muito alto. Todos procuram encontrar uma solução existencial para o sofrimento, mantendo-o presente e procurando uma saída transcendente. Simplesmente fantástico.

Terapia recomendada para este posicionamento astrológico: regressão a vidas passadas; terapias multidimensionais de cura quântica; terapias com cristais adequados aos signos onde se encontre a Lua no mapa natal; recolocação da criança interior em modo conforto.


Hindi Zhara

Aprecie o calor e delicadeza da voz da extraordinária cantora berbero-marroquina, radicada em França, Hindi Zhara.


17 de fevereiro de 2010

Para os alunos e ex-alunos da Escola de Astrologia Nova-Lis, interessados no Congresso de Astrologia

Clicar na imagem para aumentar e poder ler o conteúdo.

Estamos a 3 meses do evento de maior importância para a astrologia em Portugal, o XXVII Congresso Ibérico de Astrologia. É tempo de transmitirmos aos nossos actuais e ex-alunos, assim como aos nossos amigos, algumas informações que consideramos úteis.

1) Que a nossa escola foi considerada «parceiro» do congresso e é parte activa na divulgação do evento.

2) Este congresso é dirigido especialmente a todos os que ensinam, estudam e praticam a Astrologia.

3) O evento, à semelhança do que se pratica em todo o mundo em congressos similares, permite uma flexibilidade quer na assistência (que poderá ser de 1 a 4 dias), quer nos preços a praticar. Para saberem mais sobre esta flexibilidade, devem consultar a página «Inscreva-se no congresso», no site do Congresso - www.congressoastrologia.com

4) A participação no evento dá direito a receber um diploma de assistência e toda a documentação projectada durante a totalidade do evento, além de ser um programa cultural rico e diversificado.

5) O congresso realiza-se de 12 a 15 de Maio (de uma quarta-feira a sábado). No entanto, de 12 a 14, está reservado ao meio profissional ou académico: astrólogos, alunos e ex-alunos de astrologia. O dia 15 (sábado) é o «dia livre», pois o chamado grande público pode entrar no congresso.

6) Como em qualquer congresso, consoante a data de inscrição, os preços praticados vão sofrendo acréscimos. As inscrições feitas até 31 de Março beneficiam dos preços mais baixos. Se a inscrição for feita em Abril, o preço sofre um acréscimo; se em Maio, o acréscimo é maior. Portanto, é do interesse dos participantes, inscreverem-se quanto antes.

7) Recordo que há preços para assistir a todo o congresso, assim como preços especiais para quem só pode estar presente no dia 13 ou 14. Também há preços especiais (mais baixos) para estudantes e/ou ex-estudantes. Para todos, existem as modalidades com ou sem refeição. Consultem esta página. Também existe a modalidade do pagamento em 2 tranches, se a inscrição for feita até ao fim de Março. Qualquer dúvida será esclarecida pela organização do congresso - aqui.

8) Todas as pessoas que queiram inscrever-se como «estudante de astrologia», beneficiando do preço mais reduzido, mesmo que já tenham terminado os seus cursos, devem apresentar prova emitida pela(s) escola(s) que frequentou.

Chamamos a atenção aos nossos actuais e ex-alunos, deste pormenor:

Finalmente e em exclusivo para os actuais e ex-alunos de cursos ministrados por António Rosa ou, posteriormente, os cursos online dados pela Escola de Astrologia Nova-Lis: se estiverem interessados em participar no congresso na qualidade de «estudante», devem contactar-me pelo email covadourso@gmail.com indicando o seu nome e que curso frequentou, que em seguida, remeteremos um certificado (em pdf) similar à imagem que apresentamos acima.

Daniela Scheifler

Daniela Scheifler

É com muito prazer que informo que a astróloga Daniela Scheifler aceitou integrar o grupo de autores convidados do site «Escola de Astrologia Nova-Lis», encontrando-se disponível o seu primeiro artigo.

Conheça o seu belíssimo blogue
Baile no Céu
Daniela, muito obrigado.

16 de fevereiro de 2010

Filipe, dos Ídolos - mapa astrológico do momento da vitória

Filipe Pinto
3 Julho 1988
São Mamede de Infesta, Portugal
41N11 8W36
Se alguém souber a hora de nascimento, agradecia que me avisasse.

Quando na noite de São Valentim, se iniciou a gala final do programa de televisão «Ídolos» [14 Fevereiro 2010, às 22:14], o céu estava embevecido a emanar as melhores energias astrológicas ao jovem Filipe Pinto, fazendo-o vencedor desta edição.

Vejamos os aspectos astrológicos dessa gala, no mapa natal do Filipe, de signo solar Caranguejo e Lua em Peixes:

- Júpiter, o planeta dos deuses, recebia aspectos do Sol, Úrano, Neptuno, Quíron e Parte da Fortuna. Mais favorecedor é quase impossível. A personalidade, a voz divina, o uno, o curador e a fortuna dialogavam com o grande benéfico do zodíaco.

- Úrano fazia conjunção partil com Marte natal, levando-o a ter uma energia enorme capaz de fazer frente ao milhão e quatrocentos mil votantes que se empenharam em escolher o jovem de São Mamede de Infesta, tendo a fabulosa Diana como contraponto. Além disso, o mesmo Úrano estava em diálogo aberto com Mercúrio, Júpiter, Saturno e Úrano. Um ponto muito alto na vida deste jovem.

- A Lua (emoções), Vénus (o amor e o afecto) e Júpiter (o Grande Senhor) estavam bem pertinhos na conjunção à Lua. O que o rapaz sentiu naquela noite, as lágrimas que verteu e o que teve de partilhar em emoções e sentimentos, foi inexplicável para ele próprio. Nunca melhor dito: só mesmo visto pela televisão.

- Contei 3 quintiles (criatividade), mas o mais destacado era este: Plutão (poder) ao eixo nodal (público).

- Como a Ana Cristina disse nos comentários, não nos podemos esquecer de Neptuno, o planeta que rege a música, que estava em excelente posicionamento com Saturno e Úrano, concretizando este projecto musical, enfatizado numa quadratura (conflito = Diana) a Júpiter.

- Por fim, encontramos Quíron, num posicionamento idêntico ao de Neptuno, curando este jovem, fazendo com que Filipe percebesse que a música é um projecto de vida. O jovem disse-o várias vezes ao longo do programa 'Ídolos'.

Nasceu uma grande estrela da música.
Agora, Filipe, o resto é contigo.



Clicar no mapa para o ampliar.




15 de fevereiro de 2010

A blogoesfera já está a apoiar o Congresso Ibérico de Astrologia

A todas as pessoas que tenham um blogue
e estejam interessadas em apoiar este congresso de astrologia:

O site do XVII Congresso Ibérico de Astrologia, dentro de dias, vai ter uma página com uma listagem de blogues, devidamente lincados, que apoiem o congresso.

Basta colocar no seu blogue, com o devido destaque, um dos banners que existem na barra esquerda do site do Congresso:



Caso já tenha o banner de apoio, ou queira colaborar com o Congresso, divulgando-o junto dos seus leitores, após colocar o banner no seu blogue devidamente destacado, peço o favor de confirmar deixando aqui no 'Cova do Urso', um comentário neste mesmo post ou no post anterior (clicar no título) «O Maior Evento de Astrologia em Portugal» (post onde este movimento começou).

Estou a usar esta forma de comunicação [a vossa confirmação no meu próprio blogue] para este assunto ser completamente transparente e estar disponível ao público em geral. A organização do Congresso tem conhecimento desta iniciativa.

Como o leitor compreenderá, este apoio público não dá direito a nenhuma entrada gratuita no Congresso. :))


Vários blogues já estão a apoiar o congresso. Fica aqui a lista actualizada dos blogues que já têm o banner para divulgação junto dos seus leitores:

Arte em Espírito (Portugal)
Astrologia Medieval (Portugal)
Astrología en Argentina (Argentina)
Astrologia Experimental (Argentina)
Astrologia para la Vida (Espanha)
Astrologia para Ser Feliz (Espanha)
Astrologia Psicológica (Espanha)
Astrologia y Actualidad (Argentina)
Astrologicamente (Portugal)
Astropost (Holanda)
Astros e Estrelas (Brasil)
Baile no Céu (Itália)
BandarraVet (Portugal)
Caminho(s) (Portugal)
Carpe Diem (Portugal)
Castelo de Asgard
(Portugal)
Cerâmica em Movimento (Portugal)
Cova do Urso (Portugal)
Diálogos Astrais (Portugal)
Difusão da Alma (Portugal)
Elias Mendes - Astrologia (Brasil)
Entendendo Astrologia (Brasil)
Era de Entendimento (Portugal)
Fada Moranga (Portugal)
Fuzil Cósmico (Portugal)
Grimoire - O Livro Sobre o Caminho do Meio (Portugal)
Gui - Divulgação de Espectáculos (Brasil)
Hadas, Astros, Naturaleza (Espanha)
Holly Venus (Portugal)
Hostel Argonauta (Portugal)
Iishwariando (Portugal)
Margot Taróloga (Portugal)
Memórias de Vidas Passadas (Brasil)
Nave Azul (Portugal)
Navegante do Infinito (Brasil)
O Portal Mágico (Portugal)

Olhar Direito (Portugal)
Princesa Esquimó (Portugal)

Colocarei aqui todos os blogues que aderirem a este movimento.

Muito agradecido.

Abraço a todos.

António Rosa


Actualização do post no dia 17 Fevereiro, às 18h22

Informo que a página «Blogoesfera» no site do XXVII Congresso de Astrologia (clicar) já se encontra online, e os 30 blogue que já aderiram constam da lista de apoiantes e divulgadores do evento.

Ainda vai a tempo de se incluir neste movimento de apoio ao congresso. Inscreva-se neste post.

14 de fevereiro de 2010

Ano novo chinês - o ano do Tigre


Neste Domingo, 14 de Fevereiro, assinala-se o início de 2010 de acordo com o calendário chinês, utilizado por vários países orientais. O calendário chinês é o mais antigo registo cronológico da história e guia-se pelas fases da lua. Por este motivo, o ano novo é assinalado na primeira lua nova entre 21 de Janeiro e 20 de Fevereiro. Também conhecida como Festa da Primavera ou Ano Novo Lunar, esta é a época festiva mais importante da China. A chegada no Ano Novo Chinês é muito mais do que desfiles. É também o momento em que os moradores seguem tradições milenares e convidam os visitantes a participar também. O período que se inicia é o 4708 do calendário chinês.

Neste ano, a 14 de Fevereiro, data em que também se assinala o Dia dos Namorados, um pouco por todo o mundo organizam-se festividades para celebrar o novo ano que, de acordo com horóscopo chinês, será o ano do Tigre.

O ano do Tigre, celebrado da última vez em 1998, está relacionado com as próprias características do signo: activo, confiante e impulsivo, sentimental e bem-humorado. Para a astrologia chinesa é um animal místico, magnético, independente, orgulhoso, forte, tenaz, inteligente, intuitivo, suave e agressivo.

A astrologia chinesa prediz o futuro por meio do calendário chinês, especialmente dos 12 animais do zodíaco e dos cinco elementos primordiais (Água, Madeira, Fogo, Metal e Terra), que combinados encontram ciclos anuais de 60 anos. Os 12 animais do zodíaco chinês que emprestam as suas características aos anos são: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, cabra, macaco, galo, cachorro e porco.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates