És um patinho feio ou um cisne lindo? [Blogagem coletiva]

20 de agosto de 2010 ·



Este post é parte integrante da blogagem coletiva, 'Sensações e emoções'
no Café com Bolos, de Glorinha Leão

Se um dia alguém fizer com que se quebre a visão bonita que tens de ti, com muita paciência e amor, reconstrói.
Não te sintas um patinho feio, mas um cisne lindo.

Assim como o artesão recupera a sua peça mais valiosa que caiu no chão, sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante, tu és a tua própria criação. E a mais valiosa. Não olhes para trás. Não olhes para os lados. Olha somente para dentro, para bem dentro de ti e faz dali o teu lugar de descanso, conforto e recomposição. Ama-te muito. Faz com que a tua auto-estima seja elevada. Com amor.

Como se faz isso? Como podemos amar-nos muito? Não estamos treinados para tal. Há muitas vidas que nos esquecemos de como nos podemos cuidar e amar.

Não basta dizer com a mente que te amas ou que gostas de ti. Tens que praticar a tua auto-estima, o teu amor próprio. Se não praticares, isso fica apenas no etérico mental e não conduz a lado nenhum. Uma forma positiva do coração te ouvir é felicitar-te diariamente e pessoalmente pelas coisas positivas que consegues executar no teu dia-a-dia. Felicita-te em voz alta, várias vezes ao dia. Aproveitando todas as ocorrências em que conseguiste dar um passo em frente, vencer a tua timidez, executar bem uma tarefa, cumprires bem o que planeaste. Das mais simples às mais complexas situações.

Assim, vais sendo um cisne lindo.

O mais certo foi teres sido tu próprio/a que não te soubeste valorizar. Ainda vais a tempo. Não devemos confundir o ego mental com a vontade indómita de pensarmos que somos os "donos da razão". Por assuntos muito antigos, no teu DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser accionada pela tua alma [ou pela tua hierarquia], para passares por um momento menos sossegado (talvez de dor e sofrimento) e começares a dar atenção ao teu corpo físico e ao teu espírito. Para o amares. Infinitamente. Com todo o cuidado de quem reconstrói algo que se partiu.

O mais certo é termos vivido para os outros, ou continuamos a viver, dedicamo-nos demasiado aos outros, esperámos a aceitação dos outros e esquecemo-nos de nos felicitar diariamente (várias vezes ao dia) por fazermos as coisas bem feitas, por sentirmos que nos valorizavamos, dizendo simplesmente: "Hoje estou feliz e não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor."

Pois só assim, amando-te, valorizando-te, poderás amar os outros sem apegos. É assim que crias a tua auto-estima. Sem viveres dependente do amor do teu amado(a). Cria este universo para ti e sê feliz. O mundo agradecerá o teu trabalho interno. E terás o teu retorno.



Visão astrológica:

Saturno em Leão ou na Casa V ou em aspecto ao Sol, no mapa natal pode ser um indicador da necessidade de trabalhar estas questões. Quando Saturno transita por Leão, como o fez há uns anos, ou numa casa V, ou faz um aspecto com o Sol, pode significar que é o momento ideal para cuidarmos do patinho feio que temos em nós e transformá-lo num cisne lindo. Todos aprendemos isto à nossa própria custa e, algumas vezes, da forma mais dolorosa que se possa imaginar. Eu, incluído.

«»«»«»

Este artigo foi escrito por mim em 2006 para o meu já apagado blogue "Postais da Novalis". Foi publicado no “Cova do Urso” no dia 5 Junho 2008. É republicado hoje (20 Agosto 2010), para participar na blogagem colectiva da Glorinha Leão. Este texto circula na internet, sem a respectiva autoria. - António Rosa

17 comentários:

Sonia Beth disse...
20 de agosto de 2010 às 00:40  

Olá grande António.

Eu não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor...

O Ascendente em Leão, agradece.

Durma com os anjinhos.

Fatima disse...
20 de agosto de 2010 às 01:11  

Linda postagem Antonio!
Bjs.

Adelaide Figueiredo disse...
20 de agosto de 2010 às 01:13  

Ántónio,

Este texto foi imprimido e guardado por mim há muito tempo. Já não é a primeira vez que o leio, às vezes naqueles momentos em que me sinto um pouco mais em baixo releio-o. Não é nenhume oração mas dá força :)
Grata mais uma vez.

Abraço

Glorinha L de Lion disse...
20 de agosto de 2010 às 01:45  

Antônio que belo post! Eu não tenho uma autoestima tão grande. Já tive bem baixa, agora ando a equilibrá-la, procurando valorizar o que faço. Tens toda a razão quando dizes que devemos reconhecer o valor do que fazemos, pois só assim seremos capazes de amar. Mas e quando há um exagero nessa autoestima? Há tantos assim no mundo!
E o meu ascendente em leão, que dizem ficar mais forte do que o próprio signo depois de certa idade? Será que foi ele que me trouxe pra cima e está me dando o equilíbrio? Acho que sim, meu amigo. Parabéns, gostei demais de teu post hj. beijos.

Eraldo Paulino disse...
20 de agosto de 2010 às 01:53  

O que será da casca bonita se o conteúdo da fruta for ruim? As vezes, os melhores gostos estão sob as cascas mais estranhas. Muito bom o post, meu caro.

Abraços!

Astrid Annabelle disse...
20 de agosto de 2010 às 05:02  

António!
Eu também tenho-o guardado...rss, e a imagem dos patinhos igualmente!!!
Como eu sou sua fã de carteirinha assumida só me resta dizer que está excelente!
Como sempre, não é?
Parabéns! Sigo muito isso de me felicitar por minhas conquistas...funciona muito bem.
Bonita participação.
Beijo grande
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
20 de agosto de 2010 às 07:11  

Caras amigas e amigos

Hoje vou sair muito cedo, para dar consultas de astrologia numa cidade próxima de onde vivo. Ao fim da tarde estarei de novo em casa e aí irei responder e agradecer cada um dos vossos comentários, assim como, visitar os vossos blogues.

Muito agradecido.

Abraço.

António

Nilce disse...
20 de agosto de 2010 às 08:07  

Oi, Antonio

Gostei muito do seu texto.
Eu não tenho este poder de autoestima elevada o tempo todo. Por vezes me sinto perdida. Mas, é por pouco tempo e logo estou a rir de mim mesma.
Auto estima, por vezes baixa, mas amor próprio sempre em elevação.

Bjs no coração!

Nilce

Maria Izabel Viégas disse...
20 de agosto de 2010 às 16:33  

António amigo,

Excelente post.
Especialmente o que colocou que no nosso "DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser accionada pela tua alma [ou pela tua hierarquia" ... e passar de um estado de pesar para a elevação da auto-estima, para o gostar de si e ser feliz ...
E "com todo o cuidado de quem reconstrói algo que se partiu."
Muito bonito, trazes sempre este tipo de conhecimento para nós.
Eu, pessoaalmente, hoje me sinto cisne rsss mas tenho dias de patinho feio. Não influenciada por outros, mas porque creio que existe o dia do "sim" e o dia do "não".
Mas nada, nada nem ninguém conseguiu nem consegue tirar de mim a Felicidade! Esta está no meu coração , e ele se conecta à alma, eu sinto!
Beijos, querido amigo!
Que teu dia seja maravilhoso!

Amigo, triste o que fazem contigo com estas cópias. Entretanto tem dois lados esta moeda. para o copiador, a moeda é furada. A tua é reluzente. Pois, mostram o valor daquilo que escreves.
E , numa visão mais otimista: Tuas palavras são como as páginas de um livro: voam e são absorvidas por alguém carente do teu saber. no final desta cadeia de cópias, tem alguém que necessita de ti. para os deuses,e é o que conta no Olimpo, é o Manancial de Bem que fizeste!
A cada um suas obras!

Macá disse...
20 de agosto de 2010 às 16:41  

Antonio
Não conhecia o texto e simplesmente amei.
Vou imprimir a frase:
"Hoje estou feliz e não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor."
Parabéns
um beijo

Meru Sâmi disse...
20 de agosto de 2010 às 17:37  

Olá amigo!
"...Por assuntos muito antigos, no teu DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser acionada pela tua alma [ou pela tua Hierarquia],..."
Querido, cante a Canção para que eu lhe reconheça!

Beijos

orvalho do ceu disse...
20 de agosto de 2010 às 17:42  

Olá,
Ótimo dia para a gente refletir sobre nossa conduta pessoal.
A INTEGRAÇÃO do nosso ser é processo que vale a pena!
Harmonia e abraços fraternais
Gostei muito de ver o famoso patinho "feio" circulando nessa Blogagem... lindo!

Gina disse...
20 de agosto de 2010 às 19:14  

Antonio,
É preciso amar os outros, mas não ter autoestima é triste demais. É assumir-se incapaz, infeliz, inferior.
Também não devemos ficar jogando confetes em nosso ego, pois os extremos são perigosos.
Boa participação!
Um abraço.

António Rosa disse...
20 de agosto de 2010 às 21:15  

Sônia Beth,
Fátima,
Adelaide Figueiredo,
Glorinha de Lion,
Eraldo Paulino,
Astrid Annabelle,
Nilce,
Maria Izabel Viegas,
Macá,
Meru Sâmi,
Orvalho do Céu,
Gina,

Queridas amigas e amigos,

Esta manhã, muito cedo, deixei uma nota mais acima, dizendo que iria estar fora todo o dia, pois tinha marcadas algumas consultas de astrologia numa cidade próxima do local de onde vivo.

Infelizmente, logo a seguir, recebi um telefonema, a informarem-me que o meu cunhado e amigo Daniel, marido da minha irmã Rosa Maria, acabara de falecer.

Cancelei imediatamente as consultas e tenho estado todo o dia ao lado da minha irmã e amanhã, teremos a cremação.

Hoje vai ser um dia muito longo!

Peço-vos imensa desculpa, mas não tenho cabeça para responder pessoalmente a cada comentário que deixaram, que li, mas irei ler com mais calma, no domingo. Espero que compreendam porque razão, também não visitei os vossos blogues. Tenciono fazer isso, assim que estiver sossegado.

Muito agradecido, do coração.

Beijos e abraços,

António

Maria Izabel Viégas disse...
20 de agosto de 2010 às 22:56  

António,
o meu abraço carinhoso para tua irmã e para ti também.
Dizem que quando aqui chegamos, os pais e parentes aqui deste plano ficam em festa e lá, saudosos, choram a partida; é sempre uma aventura voltar a renascer.
E quando voltamos aos céus, os entes amados que se foram nos esperam , em festa!
Que assim o seja!
Já vi vários relatos disto.
E creio com toda a Fé!
Muita paz para todos!
Beijos nos teus corações!

Socorro Melo disse...
20 de agosto de 2010 às 23:58  

Oi, António!

Sim, nós somos a nossa mais bela criação. Nos fazemos a cada dia, e devemos nos valorizar, nos amar, nos felicitar. Amando-nos e acreditando em nós, tudo podemos.

Grande abraço
Socorro Melo

Cristiane disse...
21 de agosto de 2010 às 15:46  

António, por intermédio do Marcelo Dalla, conheci seu blog. Maravilhoso,Blog! Não sou uma expert em astrologia,mas tento entender um pouquinho a cd dia, dando mais significado à minha vida! Muito grata por ter me recebido e estar me seguindo tbm, em meu blog.Paz e puz sempre!

20 de agosto de 2010

És um patinho feio ou um cisne lindo? [Blogagem coletiva]



Este post é parte integrante da blogagem coletiva, 'Sensações e emoções'
no Café com Bolos, de Glorinha Leão

Se um dia alguém fizer com que se quebre a visão bonita que tens de ti, com muita paciência e amor, reconstrói.
Não te sintas um patinho feio, mas um cisne lindo.

Assim como o artesão recupera a sua peça mais valiosa que caiu no chão, sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante, tu és a tua própria criação. E a mais valiosa. Não olhes para trás. Não olhes para os lados. Olha somente para dentro, para bem dentro de ti e faz dali o teu lugar de descanso, conforto e recomposição. Ama-te muito. Faz com que a tua auto-estima seja elevada. Com amor.

Como se faz isso? Como podemos amar-nos muito? Não estamos treinados para tal. Há muitas vidas que nos esquecemos de como nos podemos cuidar e amar.

Não basta dizer com a mente que te amas ou que gostas de ti. Tens que praticar a tua auto-estima, o teu amor próprio. Se não praticares, isso fica apenas no etérico mental e não conduz a lado nenhum. Uma forma positiva do coração te ouvir é felicitar-te diariamente e pessoalmente pelas coisas positivas que consegues executar no teu dia-a-dia. Felicita-te em voz alta, várias vezes ao dia. Aproveitando todas as ocorrências em que conseguiste dar um passo em frente, vencer a tua timidez, executar bem uma tarefa, cumprires bem o que planeaste. Das mais simples às mais complexas situações.

Assim, vais sendo um cisne lindo.

O mais certo foi teres sido tu próprio/a que não te soubeste valorizar. Ainda vais a tempo. Não devemos confundir o ego mental com a vontade indómita de pensarmos que somos os "donos da razão". Por assuntos muito antigos, no teu DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser accionada pela tua alma [ou pela tua hierarquia], para passares por um momento menos sossegado (talvez de dor e sofrimento) e começares a dar atenção ao teu corpo físico e ao teu espírito. Para o amares. Infinitamente. Com todo o cuidado de quem reconstrói algo que se partiu.

O mais certo é termos vivido para os outros, ou continuamos a viver, dedicamo-nos demasiado aos outros, esperámos a aceitação dos outros e esquecemo-nos de nos felicitar diariamente (várias vezes ao dia) por fazermos as coisas bem feitas, por sentirmos que nos valorizavamos, dizendo simplesmente: "Hoje estou feliz e não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor."

Pois só assim, amando-te, valorizando-te, poderás amar os outros sem apegos. É assim que crias a tua auto-estima. Sem viveres dependente do amor do teu amado(a). Cria este universo para ti e sê feliz. O mundo agradecerá o teu trabalho interno. E terás o teu retorno.



Visão astrológica:

Saturno em Leão ou na Casa V ou em aspecto ao Sol, no mapa natal pode ser um indicador da necessidade de trabalhar estas questões. Quando Saturno transita por Leão, como o fez há uns anos, ou numa casa V, ou faz um aspecto com o Sol, pode significar que é o momento ideal para cuidarmos do patinho feio que temos em nós e transformá-lo num cisne lindo. Todos aprendemos isto à nossa própria custa e, algumas vezes, da forma mais dolorosa que se possa imaginar. Eu, incluído.

«»«»«»

Este artigo foi escrito por mim em 2006 para o meu já apagado blogue "Postais da Novalis". Foi publicado no “Cova do Urso” no dia 5 Junho 2008. É republicado hoje (20 Agosto 2010), para participar na blogagem colectiva da Glorinha Leão. Este texto circula na internet, sem a respectiva autoria. - António Rosa

17 comentários:

Sonia Beth disse...

Olá grande António.

Eu não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor...

O Ascendente em Leão, agradece.

Durma com os anjinhos.

Fatima disse...

Linda postagem Antonio!
Bjs.

Adelaide Figueiredo disse...

Ántónio,

Este texto foi imprimido e guardado por mim há muito tempo. Já não é a primeira vez que o leio, às vezes naqueles momentos em que me sinto um pouco mais em baixo releio-o. Não é nenhume oração mas dá força :)
Grata mais uma vez.

Abraço

Glorinha L de Lion disse...

Antônio que belo post! Eu não tenho uma autoestima tão grande. Já tive bem baixa, agora ando a equilibrá-la, procurando valorizar o que faço. Tens toda a razão quando dizes que devemos reconhecer o valor do que fazemos, pois só assim seremos capazes de amar. Mas e quando há um exagero nessa autoestima? Há tantos assim no mundo!
E o meu ascendente em leão, que dizem ficar mais forte do que o próprio signo depois de certa idade? Será que foi ele que me trouxe pra cima e está me dando o equilíbrio? Acho que sim, meu amigo. Parabéns, gostei demais de teu post hj. beijos.

Eraldo Paulino disse...

O que será da casca bonita se o conteúdo da fruta for ruim? As vezes, os melhores gostos estão sob as cascas mais estranhas. Muito bom o post, meu caro.

Abraços!

Astrid Annabelle disse...

António!
Eu também tenho-o guardado...rss, e a imagem dos patinhos igualmente!!!
Como eu sou sua fã de carteirinha assumida só me resta dizer que está excelente!
Como sempre, não é?
Parabéns! Sigo muito isso de me felicitar por minhas conquistas...funciona muito bem.
Bonita participação.
Beijo grande
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Caras amigas e amigos

Hoje vou sair muito cedo, para dar consultas de astrologia numa cidade próxima de onde vivo. Ao fim da tarde estarei de novo em casa e aí irei responder e agradecer cada um dos vossos comentários, assim como, visitar os vossos blogues.

Muito agradecido.

Abraço.

António

Nilce disse...

Oi, Antonio

Gostei muito do seu texto.
Eu não tenho este poder de autoestima elevada o tempo todo. Por vezes me sinto perdida. Mas, é por pouco tempo e logo estou a rir de mim mesma.
Auto estima, por vezes baixa, mas amor próprio sempre em elevação.

Bjs no coração!

Nilce

Maria Izabel Viégas disse...

António amigo,

Excelente post.
Especialmente o que colocou que no nosso "DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser accionada pela tua alma [ou pela tua hierarquia" ... e passar de um estado de pesar para a elevação da auto-estima, para o gostar de si e ser feliz ...
E "com todo o cuidado de quem reconstrói algo que se partiu."
Muito bonito, trazes sempre este tipo de conhecimento para nós.
Eu, pessoaalmente, hoje me sinto cisne rsss mas tenho dias de patinho feio. Não influenciada por outros, mas porque creio que existe o dia do "sim" e o dia do "não".
Mas nada, nada nem ninguém conseguiu nem consegue tirar de mim a Felicidade! Esta está no meu coração , e ele se conecta à alma, eu sinto!
Beijos, querido amigo!
Que teu dia seja maravilhoso!

Amigo, triste o que fazem contigo com estas cópias. Entretanto tem dois lados esta moeda. para o copiador, a moeda é furada. A tua é reluzente. Pois, mostram o valor daquilo que escreves.
E , numa visão mais otimista: Tuas palavras são como as páginas de um livro: voam e são absorvidas por alguém carente do teu saber. no final desta cadeia de cópias, tem alguém que necessita de ti. para os deuses,e é o que conta no Olimpo, é o Manancial de Bem que fizeste!
A cada um suas obras!

Macá disse...

Antonio
Não conhecia o texto e simplesmente amei.
Vou imprimir a frase:
"Hoje estou feliz e não preciso que ninguém valorize o que ando a fazer. Porque conheço o meu próprio valor."
Parabéns
um beijo

Meru Sâmi disse...

Olá amigo!
"...Por assuntos muito antigos, no teu DNA existe uma partícula ínfima e invisível ao olho humano, que pode ser acionada pela tua alma [ou pela tua Hierarquia],..."
Querido, cante a Canção para que eu lhe reconheça!

Beijos

orvalho do ceu disse...

Olá,
Ótimo dia para a gente refletir sobre nossa conduta pessoal.
A INTEGRAÇÃO do nosso ser é processo que vale a pena!
Harmonia e abraços fraternais
Gostei muito de ver o famoso patinho "feio" circulando nessa Blogagem... lindo!

Gina disse...

Antonio,
É preciso amar os outros, mas não ter autoestima é triste demais. É assumir-se incapaz, infeliz, inferior.
Também não devemos ficar jogando confetes em nosso ego, pois os extremos são perigosos.
Boa participação!
Um abraço.

António Rosa disse...

Sônia Beth,
Fátima,
Adelaide Figueiredo,
Glorinha de Lion,
Eraldo Paulino,
Astrid Annabelle,
Nilce,
Maria Izabel Viegas,
Macá,
Meru Sâmi,
Orvalho do Céu,
Gina,

Queridas amigas e amigos,

Esta manhã, muito cedo, deixei uma nota mais acima, dizendo que iria estar fora todo o dia, pois tinha marcadas algumas consultas de astrologia numa cidade próxima do local de onde vivo.

Infelizmente, logo a seguir, recebi um telefonema, a informarem-me que o meu cunhado e amigo Daniel, marido da minha irmã Rosa Maria, acabara de falecer.

Cancelei imediatamente as consultas e tenho estado todo o dia ao lado da minha irmã e amanhã, teremos a cremação.

Hoje vai ser um dia muito longo!

Peço-vos imensa desculpa, mas não tenho cabeça para responder pessoalmente a cada comentário que deixaram, que li, mas irei ler com mais calma, no domingo. Espero que compreendam porque razão, também não visitei os vossos blogues. Tenciono fazer isso, assim que estiver sossegado.

Muito agradecido, do coração.

Beijos e abraços,

António

Maria Izabel Viégas disse...

António,
o meu abraço carinhoso para tua irmã e para ti também.
Dizem que quando aqui chegamos, os pais e parentes aqui deste plano ficam em festa e lá, saudosos, choram a partida; é sempre uma aventura voltar a renascer.
E quando voltamos aos céus, os entes amados que se foram nos esperam , em festa!
Que assim o seja!
Já vi vários relatos disto.
E creio com toda a Fé!
Muita paz para todos!
Beijos nos teus corações!

Socorro Melo disse...

Oi, António!

Sim, nós somos a nossa mais bela criação. Nos fazemos a cada dia, e devemos nos valorizar, nos amar, nos felicitar. Amando-nos e acreditando em nós, tudo podemos.

Grande abraço
Socorro Melo

Cristiane disse...

António, por intermédio do Marcelo Dalla, conheci seu blog. Maravilhoso,Blog! Não sou uma expert em astrologia,mas tento entender um pouquinho a cd dia, dando mais significado à minha vida! Muito grata por ter me recebido e estar me seguindo tbm, em meu blog.Paz e puz sempre!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates